Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Jair Bolsonaro leva facada e levanta discussão no Twitter!
Jair Bolsonaro leva facada e levanta discussão no Twitter!
Nesta quinta-feira (6) rolou um ato de campanha ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora, Minas Gerais, mas o evento não terminou da melhor maneira possível. Enquanto caminhava com os seus eleitores, o candidato foi esfaqueado. Nem é preciso dizer que isso causou a maior confusão na rua e, claro, na internet. O que pensar sobre isso?

Se você acompanha o mínimo de política possível, é bem provável que já tenha escutado o nome de Jair Bolsonaro. O candidato à presidência estava nesta quinta-feira (6) em Juiz de Fora (MG) fazendo campanha. Tudo corria bem, até que o ex-militar foi esfaqueado. O assunto chocou todo mundo e acabou levantando uma questão na internet sobre o comportamento do candidato. Todo mundo sabe que violência não resolve nada. Mas, para algumas pessoas, isso foi apenas uma reação ao discurso violento de Bolsonaro. O que você acha disso?

Não é novidade para ninguém que o Bolsonaro tem um discurso de ódio disfarçado de opinião, né? Afinal, uma coisa é você não gostar de feijão e outra é dizer que o modo como uma pessoa vive é errado. Quando o assunto são os LGBTs, ele sempre faz questão de dizer que não concorda - Como se tivesse algo para discordar, né? Além das inúmeras ofensas que solta quando tem oportunidade. No entanto, isso não é apenas privilégio da comunidade LGBTQ+, também sobra para negros e mulheres.

Além disso, Bolsonaro tem como herói o Coronel Alberto Brilhante Ustra

Ustra foi o primeiro militar a ser reconhecido pela justiça como torturador na época da ditadura militar e foi um dos mais temidos no período de repressão. Tenso, né? Entre os anos de 1970 e 1974, Ustra foi chefe do DOI-CODI (Destacamento de Operações de Informação - Centro de Operações de Defesa Interna), um órgão ligado ao exército, de inteligência e repressão. Nesse período, foram registrados, pelo menos, 50 mortes e desaparecimentos forçados na unidade. Mais de 500 casos de tortura foram denunciados pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo.

Por conta de todas essas polêmicas, muita gente acredita que essa facada é uma resposta a todo o discurso de ódio que o próprio Bolsonaro tem popularizado nos últimos anos. No entanto, uma outra galera acredita que essa facada é fake. Pois é, junto com o vídeo que está sendo compartilhado pela internet, uma outra versão, de outro ângulo, mostra que a faca não era de verdade. Veja:

No entanto, de acordo com as informações do G1, Flavio Bolsonaro, filho de Jair, informou que o ferimento havia sido superficial. Porém, depois de alguns exames, foi identificado uma suspeita de lesão no fígado. Até o momento, o que sabe é que Bolsonaro está sendo operado. Por volta das 17h50, a TV Globo confirmou que houve uma lesão na alça intestinal.

Em nota, a Polícia Federal afirmou que Bolsonaro "contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público na cidade de Juiz de Fora (MG). O agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município. Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato".

Verdade ou não, é bem preocupante como Jair Bolsonaro irá usar esse acontecimento para aumentar ainda mais o seu discurso contra as minorias que, agora, literalmente o atacaram. Pois é, o popularidade dele tem tudo para subir entre aqueles que condenam a violência acima de tudo. Quando o assunto é política brasileira, tudo pode acontecer. Para mais notícias, basta ficar ligado no Purebreak!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema