Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Amandla Stenberg é Starr, uma garota que vive uma vida dividida entre o lugar onde mora e a escola onde estuda. Quando seu amigo é assassinado na sua frente por um policial, ela se vê numa situação em que precisa escolher permanecer anônima ou testemunhar contando o que viu. No meio disso, seu bairro entra em um conflito enorme por causa de gangues de rua.

Inspirado no livro homônimo de sucesso da escritora Angie Thomas, "O Ódio que Você Semeia" ganhou uma adaptação para o cinema, com direção de George Tillman Jr, bem fiel à obra da autora. O assunto abordado na trama é, principalmente, o racismo, e mostra como Starr Carter (Amandla Stenberg) fica cara a cara com a violência quando vê seu melhor amigo sendo morto bem na sua frente por um policial branco.

A primeira cena do filme mostra o pai de Starr, Maverick (Russell Hornsby), preparando os filhos para a vida sendo negro. Ele explica que acima de tudo, é preciso ter orgulho pois ser como são é uma dádiva e eles devem amar sua cor.

Os dois mundos de Starr

Apesar de morar em Garden Heights, um bairro pobre e violento, Starr frequenta uma escola particular, a Williamson, e para cada ambiente tem uma personalidade diferente. Quando está no colégio ela é a versão 2, em que faz o seu melhor para não entrar em conflito com os colegas brancos e ficar o máximo que puder longe dos holofotes. Porém, com o assassinato de Khalil (Algee Smith), a jovem se vê justamente onde tanto evitava estar.

O jogo de luz do filme mostra bem a diferença entre os dois mundos em que ela vive. Seu bairro é sempre ensolarado e cheio de vida, enquanto a escola é fria. Starr evita tanto misturar os dois mundos, que não conta para seu namorado, Chris, interpretado pelo KJ Apa, de "Riverdale", que o garoto morto em Garden Heights era seu melhor amigo.

O confronto

Enquanto luta para decidir se coloca seu rosto em todos os jornais do país, perdendo o conforto de ficar no anonimato, nós vemos o líder de uma gangue chamada King Lords na sua cola para saber se ela vai falar alguma coisa. O conflito interno de Starr é mostrado em cada cena que ela começa a estranhar as atitudes de Hailey (Sabrina Carpenter), uma garota branca que não percebe seu racismo. Em uma das cenas, a protagonista perde a paciência e tenta mostrar como é viver na pele de um negro.

E o que rola depois?

Depois de toda a ansiedade de testemunhar ou não, Starr finalmente se dá conta que, se alguém não fizer alguma coisa, a morte de seu amigo será apenas mais uma, mais um corpo de um jovem sem rosto e esquecido. "O Ódio que Você Semeia" mostra o amadurecimento da jovem em relação ao que acontece em volta dela. O final pode ser um pouco conformista, deixando o espectador com algumas questões, mas no geral, a produção prova que é sim necessário lutar pelo que acha certo.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema