Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Novo filme da franquia "Animais Fantásticos" chega aos cinemas na próxima quinta-feira (15). Estrelado por Eddie Redmayne, Jude Law e Johnny Depp, o novo capítulo é grandioso, complexo e confuso - e vai dividir a opinião dos fãs. O PRBK já viu e estamos morrendo de vontade de contar pra vocês - sem spoilers, obviamente - tudo que tá por vir no dia 15!
Por Augusto Rodrigues

"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" chega aos cinemas com a missão de avançar drasticamente na história iniciada em seu predecessor, "Animais Fantásticos e Onde Habitam", um filme introdutório com caráter episódico - como o primeiro capítulo de uma nova série que ainda não deixa claro a que veio. Por isso mesmo, é preciso dizer já de antemão: essa missão foi cumprida - até demais!

O roteiro de J.K. Rowling adiciona camadas profundas de complexidade ao universo expandido de "Harry Potter" - tantas, que a direção limitada do já veterano David Yates (diretor de todos os filmes da franquia desde "A Ordem da Fênix") encontra dificuldades em mesclar os momentos concebidos pela autora. As cenas de clima tenso e dramático são claramente melhor trabalhadas e construídas que as de comédia, por exemplo. Aqui, o alívio cômico respira por aparelhos e se estende por sequências inteiras de piadas forçadas que quebram o ritmo da narrativa e pouco adicionam para a história principal. A impressão que fica é que o filme só define o tom (e que história quer contar) no terceiro ato - quando ganha força e, aí sim, te faz perder o fôlego.

O elenco continua sendo liderado pelo ganhador do Oscar Eddie Redmayne, que permanece entregando uma atuação caricata que mescla bondade, inocência e "falta de jeito". Enquanto este não apresenta nenhuma nova nuance na sua performance (mas cumpre sua função narrativa de forma competente), o elenco de apoio é um dos pontos fortes do filme. Ezra Miller cresce em tela com uma atuação mais madura e sombria que nos faz lamentar quando Creedence cai para o "lado negro da força" na ânsia de obter respostas sobre seu passado. Jude Law, apesar do tempo de tela limitado, mas certamente muito bem orientado por Rowling, apresenta um Dumbledore com características reconhecíveis que bebem direto do material fonte: vemos um talentoso e genial bruxo, tão carismático e apaixonante quanto manipulador. Para aqueles que ficaram com medo de sua sexualidade não ser bem explorada, podem ficar tranquilos: o quase romance com Grindelwald é retratado de forma bela e sutil, porém clara, sem máscaras.

"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" é correto e abre mais portas para os próximos filmes da saga
"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" é correto e abre mais portas para os próximos filmes da saga

O antagonista merece um parágrafo só pra ele. Envolvida em muita polêmica com os fãs desde a revelação no fim do primeiro filme, a escalação de Johnny Depp é, justiça seja feita, um dos maiores acertos do filme - talvez o principal. Contrariando o que se esperava, o ator entrega um personagem que, ao invés de excessivamente caricato, é amedrontador e ao mesmo tempo extremamente carismático. Enquanto o Voldemort de Ralph Fiennes retratava um vilão feito de pura maldade e que inspirava nada além de terror e medo (inclusive em seus seguidores), Grindelwald tem um discurso apaixonado e quase justificável para fazer o que faz. Embora o roteiro faça questão de deixar claro que o vilão é tão desprendido de amor ou compaixão quanto o da franquia original, aqui vemos uma figura política que inspira através do discurso, fazendo que seus seguidores o enxerguem quase como um messias - a comparação com Hitler se torna praticamente inevitável.

No geral, "Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" entrega um resultado competente e satisfatório - embora não "fantástico", como em seu título. O fim do longa entrega um plot twist tão chocante quanto confuso, que precisará ser respondido na sequência, além de mais uma promessa: o conflito dos dois maiores bruxos de sua geração. Agora cabe ao diretor David Yates e à autora J.K. Rowling fazer com que a nova franquia, que ainda tem três filmes pela frente, não se resuma em nostalgia e efeitos especiais fabulosos, mas sim em uma história que marcará uma nova geração.

"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" é a estreia da semana nos cinemas brasileiros!
"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald" é a estreia da semana nos cinemas brasileiros!
Animais Fantásticos e Onde Habitam
"Animais Fantásticos 3" ganhou data de lançamento e gravações devem começar em breve!
Ator confirma que "Animais Fantásticos 3" será filmado no Brasil!
"Animais Fantásticos 2" não mostrou tudo e ator descreve as cenas deletadas!
A gente viu o novo "Animais Fantásticos": filme tem problemas, mas traz revelações esperadas por fãs
ver todas as notícias de Animais Fantásticos e Onde Habitam Ver + matérias
Famosos
do momento
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema