Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

"Guardiões da Galáxia" estreia nesta quinta-feira (31) nos cinemas brasileiros
"Guardiões da Galáxia" estreia nesta quinta-feira (31) nos cinemas brasileiros
Carregado de expectivas, o filme supera todas! Leia a crítica.

"Se 'Os Vingadores' são os Beatles, então os 'Guardiões da Galáxia' são os Rolling Stones". Assim o diretor James Gunn descreveu seu mais recente trabalho. A nova aposta da Marvel, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (31) e que o Purebreak já conferiu, é exatamente isso: anárquico, divertido e com qualidades indiscutíveis. Uma baita produção que tem tudo para enriquecer – em todos os sentidos – ainda mais o universo de super-heróis do estúdio.

Tem coisas que funcionam melhor com música e, no caso desse filme (e dessa crítica), a trilha é que nem feijão com arroz: um não vive sem o outro. Então dá um "play" aqui embaixo e boa leitura!

"Hooked On A Feeling", da banda Blue Swede está na trilha de "Guardiões da Galáxia"

A história começa nos apresentando ao protagonista Peter Quill, ainda criança, sendo abduzido logo após a morte da mãe. Com um salto no tempo ele se transforma no Senhor das Estrelas, um aventureiro do espaço (aqui já interpretado por Chris Pratt) que sobrevive como um caçador de recompensas. Tudo ia bem até o dia em que ele rouba uma esfera poderosa e cobiçada por muita gente, inclusive pelo vilão Ronan (Lee Pace), que com ela pretende realizar um plano apocalíptico.

A trupe alienígena

Numa sequência de eventos envolvendo várias pessoas e suas tentativas de roubar o objeto, o perseguido Quill acaba se aliando a um grupo pra lá de peculiar: o guaxinim geneticamente modificado Rocky Racoon (no original dublado por Bradley Cooper), a árvore humanoide Groot (voz de Vin Diesel), o fortão Drax (Dave Bautista), além da guerreira Gamora (Zoë Saldana). Juntos, os improváveis guardiões tentam impedir que a esfera caia nas mãos de Thanos (Josh Brolin), mega vilão que une grande parte do mundo da Marvel.

Zoë Saldana e Chris Pratt estão no elenco de "Guardiões da Galáxia"
Zoë Saldana e Chris Pratt estão no elenco de "Guardiões da Galáxia"

Recheado de referências pop, o filme conquista com um ar nostálgico. Algumas cenas lembram, e muito, momentos clássicos do cinema já vistos nos filmes do "Indiana Jones", "De Volta Para o Futuro" e "Star Wars". Essas menções (na maioria a eventos dos anos 1980) não estão ali gratuitamente e, sim, porque são justamente as lembranças que o protagonista tinha quando era uma criança e ainda vivia na Terra.

Som na caixa

Por conta disso, a música assume um papel fundamental. Através do walkman que Quill carrega no cinto e da mixtape com "os melhores hits" que toca a todo instante, a trilha funciona como um narrador da história, marcando os momentos dramáticos da trama. Impossível não se empolgar com uma explosiva sequência ao som de "Cherry Bomb", da banda The Runaways, ou se emocionar com a triste perda de um amigo embalada por "I Want You Back", dos Jackson 5.

"Guardiões da Galáxia" traz um grupo de renagados numa missão para salvar o universo
"Guardiões da Galáxia" traz um grupo de renagados numa missão para salvar o universo

No elenco, todos os cinco "guardiões" estão bem. Chris Pratt, em melhor fase de sua carreira, faz bonito principalmente nos momentos de deboche e mostra uma boa química com Zoë Saldana – que está se especializando em mudar de cor; era azul em "Avatar" e agora assumiu um verdinho básico. Dave Bautista não compromete, já que seu papel é mais físico do que os outros. Os melhores, no entanto, são os dubladores: Bradley Cooper por ter conseguido achar o tom exato e Vin Diesel que está surpreendentemente bem mesmo repetindo a frase "Eu Sou o Groot" o filme todo.

Dito tudo isto, não seria surpresa nenhuma dizer que o filme é diversão garantida. Risadas com boas piadas e emoção com ação de primeira é o mínimo que você vai ter ao comprar o ingresso, vestir os óculos 3D e sentar na poltrona por duas horas. Pode confiar!

(por Bruno Janot)

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema