Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O aplicativo que permite que as meninas deem notas para amigos, ex-namorados, ficantes, etc. está bombando e polemizando no Brasil. Com o lançamento em português marcado para esta semana, a criadora defende: "é um reflexo do mundo real". Será?

Poucos sabem, mas o aplicativo "Lulu", que está causando muita polêmica no Brasil foi criado depois de um encontro com amigas regado a muitas bebidas. Claro que uma ferramenta para avaliar pretendentes e ex-ficantes só poderia sair de um papo de bar, né?

A jamaicana Alexandra Chong contou ao jornal "O Globo" que teve a ideia logo depois do Dia dos Namorados. Queria criar um sistema de buscas com informações sobre os homens, daí veio um site e, em 2013, o aplicativo, que se tornou um sucesso. Já são mais de 1 milhão de usuárias nos EUA e vaga garantida entre os mais baixados (e polêmicos) no Brasil desde a semana passada. É pra lá que os adolescentes estão indo?

Como funciona o "Lulu"?

Funciona assim: sincronizado com o perfil do Facebook, o "Lulu" permite que a usuária faça uma avaliação de algum amigo, ex-namorado, ficante, etc. que seja seu contato na rede social. Ela pode dar nota ou usar hashtags como #nãovailigarnodiaseguinte, #DeixaAsInimigasComInveja ou #filhinhodamamãe, por exemplo. Juntando essas informações, o aplicativo (dos sonhos?) gera uma nota de 0 a 10. Ninguém fica sabendo quem avaliou quem e o rapaz que está sendo julgado nem sabe que seu nome anda pipocando por lá. Mas, se descobrir pode pedir para ser tirado da lista .

Defendendo a criação

Alexandra está no Brasil para o lançamento do "Lulu" em português, que acontece na próxima quarta-feira (dia 27) e explicou que o aplicativo é um reflexo do mundo real, onde um avalia o outro o tempo todo, e que é normal as garotas discutirem sobre garotos e relacionamentos.

"Com mais de 8 milhões de homens jovens e solteiros na Grande São Paulo, pode ser difícil separar os bons dos ruins. O "Lulu" prepara as meninas nesse ambiente, permitindo que elas avaliem os homens anonimamente e tenham informações para tomar as melhores decisões", afirmou, defendendo o app. Resta agora aguardar a revanche masculina, sabendo que o papo de bar dos rapazes pode ir bem além dos comentários do "Lulu". #medo

E você, já deu nota para os meninos? Está sendo avaliado no app? O que acha do Lulu?

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema