Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Em "A Maldição da Casa Winchester", Helen Mirren vive a atormentada Sarah Winchester
Em "A Maldição da Casa Winchester", Helen Mirren vive a atormentada Sarah Winchester
Mais do mesmo.

Baseado numa história real, "A Mansão da Casa Winchester" apresenta o psiquiatra Eric Price, interpretado por Jason Clarke, de "Mudbound: Lágrimas sobre o Mississipi", que precisa avaliar Sarah Winchester (Helen Mirren), herdeira da família, convicta de que está sendo assombrada por espíritos.

Como vários outros filmes do gênero de terror, este atrai o espectador com a proposta de ser baseado num acontecimento real, porém, assim como muitos outros títulos, este também não parece saber aproveitar a matéria prima que possui em mãos. Em vez disso, prefere ir pelo lado do clichê e investir em jumpscares para assustar o espectador. Veja bem, essa não é uma prática ruim, mas se feito demasiadamente de qualquer jeito, perde seu motivo e acaba virando algo inconveniente.

O longa levanta questões interessantes sobre o mal das armas e a partir disso esboça um bom direcionamento, que é o que, de fato, movimenta a narrativa: o sentimento de culpa.

Jason Clarke é o psiquiatra Eric Price em "A Maldição da Casa Winchester"
Jason Clarke é o psiquiatra Eric Price em "A Maldição da Casa Winchester"

A produção dirigida pelos irmãos Spierig usa regras próprias para seu universo, mas não se importa em explicar suas origens, criando soluções convenientes e nada convincentes para a trama. Além de subestimar a inteligência do público, ele precisa engolir esses preceitos esfarrapados goela abaixo.

Jason Clarke vive um psiquiatra cético que parece não saber exercer a profissão, porque ele deveria levantar questionamentos a fim de estudar a paciente e consequentemente esmiuçar aquele universo. Mas não, a direção dada ao personagem o mantém em terreno seguro o tempo todo e só arranha a superfície.

Filme "A Maldição da Casa Winchester" decepciona com utilização de clichês e história mal aproveitada
Filme "A Maldição da Casa Winchester" decepciona com utilização de clichês e história mal aproveitada

Por outro lado, Helen Mirren faz o que pode para tentar salvar o filme, entregando uma viúva macabra que aguenta um fardo muito pesado por causa das armas que sua companhia fabrica.

O clima e a ambientação não tem nada diferente de outras produções semelhantes: baixa iluminação, cantos escuros e pessoas esquisitas dentro de um casarão.

"A Maldição da Casa Winchester" falha em sua proposta de pôr medo no espectador e se limita apenas em usar vários clichês de filmes de terror, desperdiçando uma história interessante e também uma atriz do naipe de Mirren.

O filme estreia nos cinemas brasileiros dia 1º de março.

Assista ao trailer:

Veja o trailer de "A Maldição da Casa Winchester"
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema