Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O cara usa o termo "queer" para descrever a personagem. Entenda!

Com a estreia do primeiro filme solo da Mulher-Maravilha, a super-heroína interpretada por Gal Gadot ganha cada vez mais atenção do público. Desta vez, o assunto em questão é a sexualidade da personagem! Greg Rucka, roteirista do principal título da figura nos quadrinhos da DC Comics, mata a curiosidade do público e conta o que todo mundo queria saber.

O cara afirma, durante uma entrevista divulgada pelo site Comicosity, que a guerreira é "queer". Caso você não saiba, o termo é usado para definir pessoas que não se identificam como heterossexual. Rucka chegou a essa conclusão levando em consideração a sociedade utópica de Themyscira, terra onde vivem as amazonas.

"Supõe-se que seja o paraíso. Você deve conseguir viver feliz. Você tem que poder - em um contexto no qual uma pessoa possa viver feliz e parte das necessidades para a felicidade seja ter um parceiro - ter uma relação gratificante, romântica e sexual. E [lá] as únicas opções são mulheres", explica. Não é que faz sentido? Arrasou!

"Uma amazona não olha para a outra e diz: 'Você é gay'. Não fazem isso. Esse conceito não existe", acrescenta o roteirista da DC. "Mulher-Maravilha" tem lançamento agendado para o dia 1º de junho no Brasil e ainda conta com Chris Pine na pele de Steve Trevor, o par romântico da protagonista.

DC Comics
Pode comemorar, "Shazam!" acaba de ter sequência confirmada!
"Shazam!" entrega tudo que a DC estava prometendo e traz filme leve, sem muitas surpresas
Primeiras impressões de "Shazam!" prometem que filme será o melhor da DC
A data de estreia de "Aquaman 2" foi revelada e você já pode comemorar
ver todas as notícias de DC Comics Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema