Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

"O Lar das Crianças Peculiares" estreia nesta quinta (29)!
"O Lar das Crianças Peculiares" estreia nesta quinta (29)!
Eva Green e Asa Butterfield estrelam o longa-metragem.

Nesta próxima quinta-feira (29), chega aos cinemas uma das maiores estreias de setembro: "O Lar das Crianças Peculiares". O filme é a nova aposta do diretor Tim Burton, mesmo responsável pela comédia dramática "Grandes Olhos", e conta com um elenco de deixar qualquer um subindo pelas paredes de tanta ansiedade!

Incluindo os veteranos Eva Green, Samuel L. Jackson, Judi Dench, Allison Janney e o ator mirim Asa Butterfield, que chegou a quase interpretar o novo Homem-Aranha da Marvel. Na trama, o jovem interpreta um garoto chamado Jake que vai parar em uma ilha isolada no País de Gales enquanto busca informações sobre o passado de seu avô.

Lá o menino encontra um fantástico abrigo para crianças com poderes sobrenaturais e decide tentar fazer de tudo para proteger o grupo de pequenos órfãos. Para curtir ao máximo o longa-metragem nas telonas e não perder nenhum detalhe, se liga nessas curiosidades a respeito do filme!

Veja curiosidades de "O Lar das Crianças Peculiares"!
Veja curiosidades de "O Lar das Crianças Peculiares"!

- Esta é a segunda vez em que Eva Green e Tim Burton trabalham juntos, sendo a primeira em "Sombras da Noite" (2012).

- No livro "Miss Peregrine's Home for Peculiar Children", que serviu como base para esta versão cinematográfica, o personagem Dr. Golan é um homem. Já no longa-metragem, quem interpreta a figura é a atriz Allison Janney.

- O próprio diretor descreveu a Miss Peregrine (Eva) como "uma Mary Poppins assustadora". Ou seja, o papel promete!

Veja curiosidades de "O Lar das Crianças Peculiares"!
Veja curiosidades de "O Lar das Crianças Peculiares"!

- No livro, a habilidade especial da jovem Emma (Ella Purnell) é o fogo. Já no filme, a menina tem o poder do ar.

- Boa parte do filme foi rodada em Blackpool, cidade litorânea da Inglaterra.

- Pode ser difícil de acreditar, mas, desta vez, o cineasta optou por usar o mínimo possível de tecnologia. "Foi legal filmar em uma locação, estar conectado a um lugar e geografia enquanto temos pessoas realmente voando, em vez de fazer tudo isso digitalmente", disse Burton.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema