A popstar comentou sobre o falecimento do ator de "Jogos Vorazes", Philip Seymour Hoffman.

A cantora Demi Lovato usou o seu Twitter, para comentar a morte do ator Philip Seymour Hoffman, que foi encontrado sem vida aos 46 anos no banheiro de seu apartamento em Nova York. A principal causa é uma overdose de drogas. A popstar, que também viveu uma situação parecida, comentou a perda.

"Espero que as pessoas percam o estigma e tratem a dependência como doença mortal e séria que é. As drogas não são algo para se glamourizar na música ou para serem usadas nos filmes como algo para passar tempo. Não é fofo, não é legal e nem algo para se admirar", afirma a artista que já fez palestra sobre seus distúrbios.

"Por que arriscar? Vício é uma doença"

Ainda no comunicado, Demi pede para que os artistas comecem a se conscientizar com as letras das canções, que sem dúvida algumas, muitas delas glamourizam o uso de entorpecentes.

"Por que arriscar? Vício é uma doença. Por favor, espalhem isso para que esse tabu possa virar uma discussão que deve atingir todas as idades. Descanse em paz, Philip Symour Hoffman. Um artista incrível que perdeu a sua vida por essa doença horrível. Que você descanse em serenidade agora que sua dor foi embora. Deus o abençoe", desabafa a estrela que já confessou que não passava menos de 60 minutos sem se drogar.

Demi Lovato
Demi Lovato e Wilmer Valderrama: relembre namoro que inspirou a música "29"
Demi Lovato explica por que adotou pronomes femininos novamente
Demi Lovato no Brasil: cantora confirma turnê "Holy Fvck", com dois shows no país
Demi Lovato faz comeback no rock com "Skin of My Teeth". Veja data de estreia e prévia!
ver todas as notícias de Demi Lovato Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema