Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

HIV e AIDS: saiba as diferenças entre os dois nesse Desculpa o Textão
HIV e AIDS: saiba as diferenças entre os dois nesse Desculpa o Textão
Não, HIV e AIDS não significam a mesma coisa - mesmo que uma seja originada da outra. Passamos a vida toda ouvindo e lendo informações falsas sobre as doenças, como que ela é transmitida pelo toque ou pelo beijo, por exemplo. Para que confusões não aconteçam mais, o Purebreak vai falar sobre essas diferenças, transmissão e cura nesse Desculpa o Textão.

A gente sempre viveu no mundo da desinformação: por mais que os meios de comunicação e, atrelados a isto, as redes sociais sejam ótimas formas de se aprofundar em algum assunto ou para recebimento de informações, ao mesmo tempo, rola muita notícia falsa. E passamos a vida toda ouvindo que HIV e AIDS significavam a mesma coisa ou que eram transmitidas pelo beijo ou pelo simples toque. Tudo mentira, galera! Para não rolar mais esta confusão, o Desculpa o Textão vai mostrar aqui a diferença entre as duas e sua transmissão.

HIV

Esta é uma sigla em inglês para se referir ao vírus da imunodeficiência humana. Este vírus ataca principalmente as células brancas do sistema de defesa, que são chamadas CD4 ou leucócitos, entrando no DNA destas células e fazendo milhões de cópias de si mesmo - o que nos torna vulneráveis a outros vírus, bactérias, doenças cardiovasculares e neurológicas e até mesmo ao câncer. Não necessariamente todos que têm HIV, apresentam o vírus da AIDS.

AIDS

Significa Síndrome da imunodeficiência adquirida. Este é o estágio bem mais avançado do HIV - no caso da primeira doença não ser controlada ou de a pessoa sofrer algum problema durante o tratamento que impeça de reduzir a replicação do vírus. Os sintomas iniciais são semelhantes a uma gripe, que é normalmente seguido por um período sem outros sintomas. Conforme progride, a doença deixa o sistema imunológico cada vez mais frágil, fazendo com que a pessoa apresente outros tipos de doença - como infecções e até o câncer.

Transmissão

Relações sexuais sem o uso de preservativo (isso inclui todos os tipos de sexo, incluindo o oral!), transfusão de sangue contaminado, agulhas hipodérmicas e também de mãe para filho, durante a gravidez, o parto ou amamentação. Saliva e lágrimas NÃO transmitem o vírus.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é feito por exames de sangue. Ainda não existe uma cura para a infecção do HIV e, consequentemente, para o vírus da AIDS, mas o tratamento está muito mais eficiente hoje em dia. Existe uma combinação de medicamentos antirretrovirais (ARVs) que ajudam a combater a multiplicação do vírus e ainda permite que os pacientes levem uma vida saudável, tranquila e longa.

Não esqueçam de manter seus exames sempre atualizados e, claro, sexo só com camisinha!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema