Bryan Singer revela detalhes sobre novo filme, que deve ser lançado em 2016.

"X-Men: Dias de um Futuro Esquecido" só estreia em maio, mas o diretor Bryan Singer já está revelando novos detalhes sobre "X-Men: Apocalipse", próximo filme da franquia. Segundo ele, a produção, que deve ser lançada em 2016, se passará nos anos 1980 e terá mais destruição em massa do que qualquer outro longa da franquia.

"Apocalipse terá mais destruição em massa que os filmes "X-Men", até hoje, já tiveram. Definitivamente há um personagem e uma história que permitem esse tipo de espetáculo", afirmou à revista "Total Film". Singer está trabalhando na história de "Apocalipse" com o roteirista e produtor Simon Kinberg e os roteiristas de "X-Men 2" Dan Harris e Michael Dougherty.

Nos quadrinhos, Apocalipse é um mutante ancestral, considerado um dos principais vilões dos X-Men. Entre as suas habilidades, ele tem o poder de reorganizar a estrutura do próprio corpo - pode, por exemplo, esticar-se ou aumentar de tamanho - e manipular campos de força, elementos e rajadas de energia.

"Nós vamos lidar com o conceito de mutantes antigos - o fato de eles terem nascido e existido há milhares de anos", disse Singer. "Mas será um filme contemporâneo - bem, vai se passar nos anos 1980... Os anos 1980 são uma época agora - é difícil pra mim acreditar nisso", completou ele.

O filme chegará aos cinemas em 27 de maio de 2016. Antes disso, no dia 22 de maio, Jennifer Lawrence, James McAvoy, Michael Fassbender e grande elenco voltam aos cinemas para "X-Men: Dias de um Futuro Esquecido", trama que irá misturar dois universos da saga mutante: os da recente "Primeira Classe" e os antigos da triologia original.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema