Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Às vésperas do segundo turno das eleições entre Fernando Haddad e Jair Bolsonaro, nomes como Leticia Colin, Luisa Arraes, Letícia Sabatella e mais famosos decidiram trocar ideia com eleitores que ainda não resolveram em quem vão votar. A ação, que mira alertar o povo sobre a ameaça fascista que se aproxima, é totalmente voluntária.

A mobilização anda grande nesta reta final das eleições para a Presidência do Brasil. Vários artistas da Globo, inclusive, foram às ruas nesta quinta (26) na intenção de virar votos para Fernando Haddad (PT) e alertar à população sobre a ameaça fascista que o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, representa. Letícia Colin e Luisa Arraes, atrizes que atualmente dão um show na novela "Segundo Sol", foram algumas atrizes que deram uma aula sobre democracia nas ruas do Rio de Janeiro. A ação foi totalmente voluntária.

Patrícia Pillar e Letícia Sabatella também entraram na campanha #BrasilViraHaddad - hashtag que chegou aos Trendings Topics do Twitter nesta tarde. Assim como elas, os atores Enrique Diaz e Paulo Betti foram vistos nas esquinas cariocas. Os famosos se instalaram em praças e calçadas com cartazes de "Ainda na dúvida" pendurados ao pescoço. Aqueles que paravam não só escutavam o que os atores tinham a dizer, como também podiam fazer um lanchinho.

Artistas se posicionam desde o início das Eleições

Já no primeiro turno, várias celebs fizeram campanha contra o discurso de ódio propagado por Bolsonaro. A adesão à hashtag #EleNão foi grande e chegou até a artistas internacionais, como Dua Lipa e Lauren Jauregui.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema