Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Obra chama atenção por ser narrado por uma figura diferente: a Morte. A história apresenta Liesel Meminger aprendendo a ler com a ajuda de seu novo pai e se aventurando na busca de novos livros.

"A Menina que Roubava Livros", escrito por Markus Zusak, é um dos livros que mais fez sucesso no mundo nos últimos anos. Ele chamou tanta atenção que em breve será lançado um filme para contar essa história! A publicação conta a história de Liesel Meminger, uma menina de 9 anos, que precisa sobreviver na Alemanha nazista.

A história é uma das adaptações mais esperadas para chegar às telonas, e além disso ela intriga os leitores com um grande diferencial: o narrador do livro é a Morte. Sim, ela mesmo, aquele ser que muitos temem que um dia apareçam para levar sua alma embora. Só que ninguém desconfia que ela mesmo tem suas dúvidas sobre os humanos durante o livro.

Ao mesmo tempo divertido e triste

Um assunto pesado merece certos momentos para dar aquela descontraída, e enquanto a Morte conta as aventuras de Liesel na Alemanha, ela lança algumas curiosidades que abrem um sorriso em quem estiver lendo. A garota vem de uma família mais humilde e para ajudar na educação de sua filha, a mãe decide enviá-la junto com o irmão mais novo para um casal que aceita adotá-los.

Uma pena que o garoto nunca chegou ao destino, pois ele morreu no trajeto. Durante o enterro do irmão, Liesel pegou do chão um livro e a partir daí começa a aventura da garota em roubar obras literárias. Seu novo pai, Hans, ensina a menina a ler e se torna um dos maiores companheiros dela.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema