Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

"Vingadores: Guerra Infinita" é a maior aposta da Marvel desde o início do MCU
"Vingadores: Guerra Infinita" é a maior aposta da Marvel desde o início do MCU
Brazil, I'm devastated! Leia a crítica do Purebreak!

Finalmente o tão esperado "Vingadores: Guerra Infinita" estreou. Ao longo de 10 anos, a Marvel veio preparando o terreno para esse filme. Nesse tempo todo, a Casa da Ideia já ouviu muitas críticas positivas e tantas outras negativas, passando pela genial e inédita forma de se construir um universo compartilhado até a vilões mal desenvolvidos e pouco interessantes. São erros e acertos comuns em produções dessas magnitude, mas ninguém pode dizer que eles não aprendem com aquilo que erram.

"Vingadores: Guerra Infinita" é gigante em diversos aspectos, da quantidade de heróis e personagens até a expectativa gerada em torno do longa, que felizmente é correspondida. No elenco, temos rostos já conhecidos, como Chris Evans (Capitão América), Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Chris Hemsworth (Thor), Chris Pratt (Peter Quill), Vin Diesel (Groot), Elizabeth Olsen (Feiticeira Escarlate), Paul Betany (Visão), Tom Holland (Homem-Aranha), Chadwick Boseman (Pantera Negra), Letitia Wright (Shuri), Dave Bautista (Draxx), Zoë Saldaña (Gamora), Karen Gillan (Nebulosa), Tom Hiddleston (Loki), Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho), Bradley Cooper (Rocket Raccoon), Mark Ruffalo (Hulk), Danai Gurira (Okoye), Winston Duke (M'Baku), Josh Brolin (Thanos), Peter Dinklage e outros mais!

Depois de 18 filmes, Thanos vai vir com tudo atrás das seis Jóias do Infinito para poder concretizar seus planos megalomaníacos. Sabe-se que uma das joias está com Loki, outra com o Colecionador (Benicio del Toro), outra em Xandar e mais duas na Terra, com Visão e Doutor Estranho. O paradeiro da Jóia da Alma ainda é um mistério. Então cabe aos Vingadores, junto com os Guardiões da Galáxia e o povo de Wakanda, deterem a ameaça do vilão.

Thanos (Josh Brolin) é o maior vilão de "Vingadores: Guerra Infinita"
Thanos (Josh Brolin) é o maior vilão de "Vingadores: Guerra Infinita"

Ao longo de 2 horas e 30 minutos, os Irmãos Russo entregam uma batalha sem precedentes, com proporções MUITO maiores do que a batalha do aeroporto em "Guerra Civil". Quando muito se falava de que a Marvel não tem coragem de matar seus personagens, ela vai lá e dá um tapa na cara do espectador. Mas nessa produção isso já era esperado.

Mais do que mostrar que não tem medo de matar, esse filme é absurdamente corajoso ao atribuir o protagonismo da narrativa ao Thanos. Claro que pode-se dizer que algo semelhante foi feito com o Coringa de Heath Ledger em "Batman: O Cavaleiro das Trevas", mas a diferença é que aqui foi intencional. O titã louco é um personagem rico, com motivações e sentimentos bem desenvolvidos. Não é apenas ser mau por ser mau, ele tem substância, ele é humanizado. Não que seja possível concordar com as crenças dele, mas a justificativa é convincente e coerente em relação a história que está sendo contada e ao personagem.

Se o antagonista principal é um grande acerto, o mesmo não pode-se dizer sobre os integrantes da Ordem Negra, que são inseridos de qualquer jeito sem nem se preocupar de apresentar o nome de todos, uma pena.

Longa "Vingadores: Guerra Infinita" tem final surpreendente e de partir o coração
Longa "Vingadores: Guerra Infinita" tem final surpreendente e de partir o coração

Com os heróis, os diretores têm o desafio de trabalhar vários personagens importantes em duas horas e meia. Se foca demais em um e de menos em outro, certamente deixaria alguns fãs tristes. Mas a escolha de dividi-los em três núcleos mostrou-se acertada e vale destacar que cada um desses segmentos criados possuíam características inerentes ao já estabelecido desenvolvimento de cada personagem ali presente.

Dentre os mocinhos, Thor talvez seja o maior destaque, desde sua mudança de tom em "Ragnarok", o personagem evoluiu absurdamente e Chris Hemsworth equilibra perfeitamente drama e humor em uma das cenas mais comoventes.

Em "Vingadores: Guerra Infinita": Thor (Chris Hemsworth) é o grande destaque dentre os mocinhos
Em "Vingadores: Guerra Infinita": Thor (Chris Hemsworth) é o grande destaque dentre os mocinhos

Mesmo com tantos acertos, ainda existem problemas com o uso do humor fora de hora. Isso acontece principalmente no primeiro e no segundo terço do filme, deixando transparecer que nem os heróis estão levando a sério a ameaça eminente, o que é algo no mínimo estranho.

"Guerra Infinita" tem um desfecho capaz de deixar todo o cinema mudo e sem chão. Várias questões ficam abertas propositalmente e, com isso, teorias começam a surgir sobre o que vai acontecer em seguida. O filme surpreende com a volta de personagens que há muito tempo estavam sumidos e conta com uma cena pós-crédito importantíssima para a sequência do Universo Marvel.

"Vingadores: Guerra Infinita" já está em cartaz em todos os cinemas do Brasil.

Assista ao trailer:

Vingadores: Guerra Infinita
"Vingadores: Guerra Infinita" bate recorde e arrecada mais de U$ 2 bilhões em bilheteria mundial!
Filme "Vingadores 4": Chris Hemsworth conta que próximo filme será bem mais chocante
De "Vingadores 4": título e logo do próximo filme podem ter sido revelados. Confira!
De "Vingadores 4": sinopse oficial do filme é revelada durante evento
ver todas as notícias de Vingadores: Guerra Infinita Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema