Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O aplicativo gratuito para ligações e troca de mensagens está com tudo e mais um pouco. Apostando em novos mercados como o Brasil, a empresa também tem planos de expansão para a Índia, Turquia e Leste Europeu.

O Whatsapp tem um bom motivo para ficar preocupado e não é a concorrencia do Facebook. O Line, aplicativo gratuito para ligações e troca de mensagens, ultrapassou esta semana a marca de 300 milhões de usuários. Pelo menos foi o que disseram.

Se for verdade, isso quer dizer que os caras estão encostados no líder Whatsapp, atualmente com 350 milhões de usuários. "Nosso objetivo é atingir a marca de 500 milhões de usuários no ano de 2014", revelou Akira Morikawa, CEO da empresa.

Segundo a empresa, o crescimento do aplicativo se deve à expansão para novos países, como o Brasil, onde lançou recentemente uma versão em português. A companhia também está de olho nos mercados da Índia, Turquia e Leste Europeu, incluindo França, Alemanha e Itália. A ideia é ampliar as operações nesses países por meio de ações promocionais e parcerias com operadoras de telefonia e até fabricantes.

O Line registrou 7 bilhões de mensagens trocadas em agosto deste ano e estabeleceu seu novo recorde. O app está disponível para Android, iPhone e Windows Phone.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema