Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Segundo dados do MEC, instituições de ensino administradas pelo governo federal tiveram melhores médias no último resultado do concurso. Mas escolas públicas ainda perdem para candidatos do sistema privado de educação.

Enquanto o balanço do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013 ainda não é divulgado, para o ano de 2012, um levantamente sobre os dados do exame foi divulgado esta semana. O desempenho dos alunos das escolas públicas federais foi o que consegui a melhor nota, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). A média para estes estudantes foi de 584,23 pontos em uma escala que vai até 1.000. As escolas privadas aparecem em seguida com 577,39 pontos.

Para obter esses números, o ministério levou em conta a nota na redação e as notas de cada uma das quatro competências do exame: linguagens e códigos, matemática, ciências humanas, ciências da natureza. Se fossem somente consideradas a média da redação, as federais também apresentam o melhor resultado, 613,07, seguidas pelas privadas com 602,16.

Resultado das públicas também não foi bom

Ainda de acordo com os dados do MEC, os 215,5 mil melhores estudantes das escolas públicas tiveram média iguais à dos estudantes das escolas particulares. Eles obtiveram 570,17. Na redação, os melhores estudantes obtiveram média superior a todas as demais redes, 616,6.

"A média do setor público está abaixo da do setor privado. No entanto, os melhores estudantes das escolas públicas competem com o setor privado", diz o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que também analisa a possíbilidade de cobrar taxa extra dos faltosos dos próximos Enem.

Enem é usado para várias instituições

A nota do Enem é usada para diversos tipos de seleção para o ingresso nas instituições públicas de ensino superior. A média é referência para os estudantes que concorrem a bolsas em instituições particulares pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Além de ser pré-requisito para o Programa de Financiamento Estudantil, a nota do Enem também serve para o intercâmbio acadêmico "Ciência sem Fronteiras" e para a obtenção do diploma de ensino médio.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema