Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Depois de muita espera, o filme derivado da saga "Transformers" finalmente chegou aos cinemas! Provando que Travis Knight consegue melhorar o que Michael Bay começou, a produção traz muita nostalgia com o longa que se passa nos anos 80. A galera do Purebreak já conferiu e te conta tudo que você pode esperar da produção!

Apesar de super popular, a maioria dos fãs de cinema concorda que a saga "Transformers" não é tão maravilhosa quanto os fãs costumam pintá-la. Seu exagero e mudança repentina de complexidade parece ser essa fórmula secreta. No entanto, parece que o filme "Bumblebee" chegou para fazer todo mundo se tornar fã de um dos Autobots, mesmo que seja por meio de muita nostalgia, falas clichê e uma trilha sonora incrível.

Resultado de imagem para bumblebee 2018 gif

O filme mostra a história de Bumblebee, que vê Cybertron (planeta de origem dos super robôs) sendo destruído numa guerra entre os Autobots e os Decepticons. Quando vê que a batalha não tem como ser vencida, Optimus Prime (Peter Cullen) decide mandar seu melhor tenente, B-127 (Dylan O'Brien), para a Terra, na intenção de ter um refúgio até que a resistência consiga se reerguer. Ao chegar no planeta dos humanos, um dos vilões o segue e mesmo vencendo a luta, Bee acaba danificando a memória e antes de apagar, assimila a forma de um fusca.

Logo depois entra a jovem Charlie (Hailee Steinfeld), a típica jovem nada popular, que acaba encontrando o tal fusca no ferro velho de seu tio. É nessa fase que ela batiza o robô, sem memória, de Bumblebee. Sem saber, dois Decepticons chegam à Terra e se unem aos humanos para tentar capturar Bee e conseguir a localização de Optimus Prime.

Resultado de imagem para bumblebee 2018 gif

Ah, quanta nostalgia!

Durante o desenrolar do filme, vemos que junto com alguns elementos de nostálgicos, como roupas, atitude, carros e até filmes mostrados na produção, a trilha sonora se destaca de forma agradável, fazendo os mais velhos e até os mais novos curtirem muito os sucessos dos anos 80.

O único ponto que deixa a desejar é a quantidade de cenas clichês do filme, principalmente quando John Cena está presente, como o agente Burns. O clássico militar sério que tem um único objetivo chega a ser cansativo e suas falas são facilmente esperadas e existem momentos que nós descobrimos o que ele vai falar sem ele ter dito. Apesar disso, ele e Hailee entregam um filme agradável e fácil de assistir.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema