Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Aventura e comédia marca novo filme da saga criada nos anos 90.

Em 1993, Steven Spielberg fez algo que nunca ninguém tinha feito: trouxe os dinossauros de volta à vida. No filme "Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros", o diretor criou um mundo em que humanos e esses répteis gigantes se encontram por meio da tecnologia genética. Agora, mais de 20 anos depois, o primeiro filme é celebrado em "Jurassic World" e, ao contrário das sequências anteriores, essa produção agrada em cheio os fãs do longa original.

Dirigido por Colin Trevorrow, "Jurassic World" conta também com Chris Pratt e Bryce Dallas Howard no elenco. O protagonista Owen ganhou a simpatia do público como um herói engraçado, assim como em "Guardiões das Galáxias". Já Bryce interpreta Claire, uma mulher atarefada que faz do parque cheio de dinossauros sua vida. Para piorar a situação e deixar a trama ainda mais tensa, os irmãos Gray e Zach, sobrinhos de Claire, estão no local quando um dinossauro híbrido foge de seu cativeiro.

Na história, o Jurassic World já opera há 10 anos, na afastada Ilha de Nublar, e precisa se reinventar para receber mais visitantes. Com isso, o laboratório da companhia decide investir em um animal com mistura de DNA de vários outros, para criar um "monstro" imbatível. Só que a nova espécie, Indominus Rex, adquire inteligência superior a dos outros animais e consegue enganar os humanos e fugir da sua jaula e, com isso, já temos a trama assustadora do filme. Os efeitos gráficos de primeira fazem com que tenhamos certeza que todos os dinossauros realmente estão ali. Além disso, os momentos de tensão são aliviados com piadas no timing certo.

"Jurassic World" é uma homenagem ao universo dos animais gigantes criados por Spielberg há mais de duas décadas. E em vários momentos o primeiro filme é lembrado durante a trama.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema