Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Dia 31 de março é lembrado como o dia do Golpe Militar de 1964
Dia 31 de março é lembrado como o dia do Golpe Militar de 1964
Ato político mudou a história do país e é um dos tópicos mais revisitados no vestibular.

Dia 31 de março de 1964 é um dia que faz parte da história brasileira. Cinquenta anos se passaram da tomada do poder pelos militares, período que durou 21 anos. É impossível entender a sociedade atual sem passar pela construção do ideal político e social implementado pela Ditadura Militar.

Se agora ir às ruas para lutar por um direito civil é permitido - mesmo que ocorra com brutalidade entre as partes envolvidas - durante as quase duas décadas da Ditadura, o meio artístico, estudantil e político foi oprimido pelo regime militar. Por isso a importância de revisitar este período tão importante, que com certeza é um dos mais incluídos no conteúdo do Enem.

Saiba o que aconteceu

Em um mundo dividido pela Guerra Fria - luta entre a União Soviética e Estados Unidos; socialismo contra capitalismo -, em meio a ideias de reformas agrária e política durante o mandado do presidente João Goulart, militares tomaram o poder nacional e implementaram o regime ditatorial no Brasil.

Documentos afirmam que parte da população, a imprensa e empresários apoiaram o levante armado dos militares.

Durante este período, cinco presidentes militares passaram pelo poder. Além da visível mudança na economia, apontado por muitos como o "Milagre Econônico", devido a entrada do capital estrangeiro, a Ditadura também foi responsável por um dos momentos mais obscuros da história do Brasil. Muitos artistas foram perseguidos e tiveram que se exilar no exterior.

Devido a repressão, muitas personalidades políticas foram tratadas como "subversivos" e torturados, como a atual presidente do país, Dilma Roussef, que está se preparando para recepcionar o mundo durante a Copa de 2014 no Brasil.

Por isso, relembre este momento tão marcante na história do país!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema