Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Depois de inúmeras polêmicas, o aplicativo "Lulu" anunciou mudanças para o Brasil. A partir de hoje os perfis dos homens não estarão automaticamente inclusos no programa.

O aplicativo "Lulu" anunciou mudanças para o Brasil, país líder de inscrições mais de 3 milhões de usuárias. A partir de hoje os perfis dos homens não estarão automaticamente inclusos no programa. Isso quer dizer que mulheres só poderão ver e criar avaliações para os garotos que se inscreveram e baixaram o aplicativo, o mesmo que acontece com a contraparte masculina "Clube do Bolinha".

E para incentivar homens a fazer parte da nova proposta do "Lulu", o app está dando um "presente de natal". Aqueles que quiserem conhecer sua nota e forem considerados #BonsPartidos podem acessar o site BonsPartidosNoLulu e inscrever o seu e-mail para receber a avaliação até o dia 25 de dezembro.

O aplicativo divulgou que meio milhão de homens já baixaram o programa, e as 3 milhões de usuárias estão acessando em média 9 vezes por dia. Em três semanas, o Brasil superou todos os números dos Estados Unidos, onde o aplicativo está disponível há nove meses.

Vale lembrar que o "Lulu" gerou polêmica quando foi lançado por aqui. Embora alguns homens tenham entrado na brincadeira, muitos solicitaram a exclusão de seus perfis com direito a processo na Justiça . Segundo a empresa, as mudanças no aplicativo não tem qualquer relação com esses problemas e foi feita apenas para melhorar a experiência e a interação das usuárias. Será?

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema