Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

27 cursos de medicina foram avaliadas como "insuficiente" pelo MEC
27 cursos de medicina foram avaliadas como "insuficiente" pelo MEC
Em uma escala de um a cinco, as universidades ficaram com nota inferior a três, de acordo com um cálculo chamado "Conceito Preliminar de Curso". Entre os cursos, cinco eram universidades federais.

Nesta quinta-feira (18), depois de analisar 154 cursos de medicina, o Ministério da Educação divulgou, no Diário Oficial da União, que 27 faculdades receberam o conceito "Insuficiente" na habilitação. O MEC usa o "Conceito Preliminar de Curso" para calcular a nota das instituições, aquelas que ficarem com média menor que 2 podem sofrer punições.

Para decidir se o curso da faculdade é qualificado o MEC se baseia em três parâmetros: Performance dos alunos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), competência dos professores, índices de infra-estrutura e organização didática da instituição. O curso que não estiver dentro das especificações exigidas pode ser proibido de abrir um novo processo seletivo.

Dos 27 cursos "reprovadas" 20 eram de instituições particulares, duas estaduais e outras cinco federais, entre elas: Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Nenhum curso analisado recebeu nota máxima (5) nesta avaliação.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema