Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

É sempre muito bom colocar sua opinião em pauta ou defender uma minoria que não tem a voz que merecia e precisava. Mas vocês já pararam para pensar que, pelo menos ultimamente, muita historinha falsa e que pode prejudicar outra pessoa está virando notícia e se tornando uma grande bola de neve? Afinal, até onde é ok militar e até onde é passar dos limites?

O Purebreak sempre levanta bandeiras como representatividade e outros assuntos sérios, não é mesmo? Todo mundo tem o direito de dizer o que pensa e, mais do que tudo, RESPEITAR o próximo. Mas já perceberam que, pelo menos ultimamente, muita coisa tem se tornado motivo de militância e isso nem sempre é tão bom assim?

A internet especialmente é aquela famosa terra de ninguém e muita notícia falsa é proliferada por ali. Com os recursos para edições de vídeos e fotos, muita coisa errada para na mão dos internautas e os assuntos podem tomar um rumo completamente inesperado. Querem um exemplo disso? O ator Jason Momoa, de "Aquaman", foi recentemente acusado de assediar sua própria filha depois que um vídeo do astro fazendo carinho na barriga dela foi amplamente divulgado. Depois que a descoberta de que a gravação passou por uma edição se tornou pública é que vimos como os comentários poderiam prejudicar não somente a carreira de Momoa, como também sua vida pessoal e a relação com sua família.

As pessoas não pararam para pensar que isso poderia servir como um gatilho para quem REALMENTE sofreu assédio de seus próprios pais ou de qualquer outro? O que leva alguém editar um vídeo apenas para prejudicar, ainda mais abordando um assunto tão sério como assédio?

Entendam que o grande problema NUNCA será você expressar sua opinião ou lutar por causas maiores, como feminismo, identidade de gênero e até as próprias questões de assédio e estupro. O Purebreak apoia completamente as formas de liberdade de expressão, principalmente nesses casos. Mas é necessário ter responsabilidade na hora de falar sobre determinados assuntos. A internet é perigosa e tudo que falamos pode prejudicar não somente nós mesmos, mas também inocentes.

A militância deve ser feita de forma segura, com fatos VERDADEIROS e que não sirva de gatilho para potenciais vítimas. Cuidado com suas palavras e acuse apenas quem você tem certeza de que é culpado na situação. Vamos refletir em que momento a militância é válida, educativa e necessária, isso é extremamente importante.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema