Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Um policial teria sido baleado e uma mulher morta devido troca de tiros entre polícia e fugitivos. Por causa do ocorrido, governo não entrou em acordo com congressistas e paralisação dos serviços públicos continua!

Durante 40 minutos, o Congresso dos Estados Unidos foi fechado devido um tiroteio que ocorreu no entorno do prédio, durante a tarde desta quinta-feira (dia 03). Os tiros teriam começado por volta das 14h30 (15h30 em Brasília) e foram ouvidos no entorno do prédio Hart, um dos anexos do Congresso. Segundo informações da policia americana, um agente foi ferido pelos disparos e um suspeito foi preso.

A troca de tiros teve início após uma perseguição policial a um carro. Um veículo teria furado uma blitz, localizada na Avenida Pensilvânia, do lado da Rua 15, bem perto da Casa Branca. Ainda de acordo com fontes oficiais, uma mulher que participava da perseguição teria sido baleada e morreu.

Relatos sobre o tiroteio

Para o jornal "Washington Post", Dylan Price, de 30 anos, disse que estava almoçando quando ouviu sons de tiros. Dylan ainda afirmou ter visto um Lexus preto em alta velocidade virando à direita em direção ao Capitólio, seguido por três ou quatro carros de polícia.

Já o deputado republicano Gerry Connolly afirmou ter escutado duas rajadas vindo de um anexo do Congresso: "Foram duas rajadas rápidas e muito altas. Foi quando eu vi as pessoas vindo e percebi que não eram fogos de artifício".

Discussão sobre orçamento para depois

Por causa do tiroteio, o Congresso americano paralisou as discussões em torno da impasse do orçamento público, que ocasionou na paralisação dos serviços públicos americanos . Parques e museus, como a Estatua da Liberdade, não estão funcionando e tem causado revolta em quem pretendia visitar os locais. O funcionamento está paralisado deste a última terça-feira (dia 1°).

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema