Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Tem gente que acha que só serve pra comprar drogas, outros pensam que não serve pra nada e tem quem não faça a mínima ideia do que se trata. Relaxa, a gente explica.

Tem gente que acha que só serve pra comprar drogas, outros pensam que não serve pra nada e tem quem não faça a mínima ideia do que se trata. Independentemente do time em que você está, aí vai uma breve explicação sobre o que é a tão falada Bitcoin e em que essa confusa moeda virtual pode ser útil. Se liga!

O que é Bitcoin?

Trata-se de uma moeda virtual, um tipo de dinheiro que só existe na internet. Não é legalizado, nem é oficial de um único país. Ele é gerado a partir de um software que qualquer um pode instalar no computador. Para pagar uma determinada conta, o Bitcoin é transferido de um computador para o outro, num sistema P2P (ponto-a-ponto), tipo "BitTorrent".

Para que serve o Bitcoin?

Como qualquer dinheiro (como o real, por exemplo), ele só tem valor por causa da raridade e por ser aceito em transações que interessam ao usuário. Já que hoje em dia é possível comprar de cafezinho até cursos universitários usando BitCoins, é claro que ele ficou valorizado e todos querem Bitcoins pra chamar de seus - para, então, gastar em outro lugar que também aceita as tais moedas virtuais.

Ao utilizar a "bit grana" o usuário é identificado na rede, mas seus dados pessoais não são. Isso abriu espaço para que fosse usada no mercado ilegal, claro. Mas, hoje em dia, o Bitcoin não serve só pra comprar drogas. É muito usado em outro vício: Games.

Mãe, me dá um Bitcoin?

Como conseguir um? Bom, você tem três caminhos: ou trocar reais por bitcoins em um site de câmbio ou conseguir suas moedas usando o tal software, em um processo chamado "mineração". Pra isso, terá que desembolsar dinheiro do mundo real da mesma forma, investindo em bons computadores que possam fazer cálculos complexos e, assim, conseguir uma boa quantidade de moedas.

O terceiro caminho é aceitar Bitcoins em sua loja online, por exemplo, o que pode ser bom para que as pessoas comprem com a moeda virtual coisas que não comprariam com dinheiro "de verdade". Além disso, pode ser feita uma venda entre países diferentes sem ter que pagar taxas. Aí você enche sua carteira virtual e pode sair gastando por aí.

 

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema