Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Já imaginou como seria viver fazendo arte com os alimentos? Saiba tudo sobre uma das carreiras mais admiradas no mercado!

Se tem uma carreira em que a vocação é essencial para ter sucesso no futuro, essa é a Gastronomia. A entrevistada da vez na seção de "Profissão" do Purebreak é Marina Albacete, uma profissional da área especialista em doces. Ela é apaixonada pelo que faz e garante que o amor é a chave para que as dificuldades sejam superadas: "A paixão da minha vida é estar em uma cozinha, ver a comida borbulhando, um bolo crescer, é esse tipo de coisa que me alegra. Cozinha é pressão, é tudo isso e você tem que aguentar, mas pra quem ama e sabe observar a essência, o porquê de cada comida e quer saber da história delas é uma profissão linda, é bonito de ver", declara.

Desde sua infância, a carioca sabia que era essa carreira que deveria seguir: "Eu não escolhi a profissão, ela me escolheu. Eu tive que aprender as coisas na cozinha, fui pegando o gosto, querendo aprender e fui procurar cursos. Eu acho que nunca imaginei nada diferente disso, o meu primeiro curso foi quando eu ainda tava na escola e eu descobri que aquilo era o que eu queria pra minha vida", explica.

Os doces são a grande paixão de Marina Albacete
Os doces são a grande paixão de Marina Albacete

Marina não gosta de falar de desvantagens nesse mercado, para ela as dificuldades são como de qualquer outra profissão: "Claro que ficar dez horas em pé cansa, os cortes, as queimaduras, mas isso tudo é tatuagem de profissão, dá pra contornar", conta. A jovem, de apenas 22 anos, se encantou pela carreira que escolheu e compartilha o motivo pra isso ter acontecido: "O fato de cada lugar ser totalmente diferente um do outro é algo que deixa tudo mais interessante. Você se comunica com as pessoas sem nem precisar falar a mesma língua, é uma profissão que une todo mundo"

Você, que assiste um "MasterChef Brasil" na televisão, com certeza já viu um pouco de como é difícil trabalhar em uma cozinha. Marina afirma que a rotina é complicada, mas tudo depende do momento: "Se você está na pré-produção dá pra conversar mais, a liberdade é maior, mas em horário de atendimento o foco é necessário, ainda mais se o restaurante estiver cheio. O horário é bem flexível, mas não existe feriado, final de semana, festas, porque ninguém vai deixar de comer só porque é feriado, na verdade você trabalha mais", explica aos risos.

Quanto ao salário, a profissional conta que os valores dependem do que você faz exatamente: "Desde o estagiário, passando pelo sommelier e indo até o chef, os salários variam muito. Você consegue uma base decente, mas não sem esforço pra conseguir seu lugar trabalhando muito, como em qualquer profissão", garante.

Marina Albacete comemora o relacionamento com os companheiros de cozinha
Marina Albacete comemora o relacionamento com os companheiros de cozinha

Depois de suar muito o dolman em diversos lugares e até em países diferentes, Marina comemora o fato de ter feito amigos para a vida toda: "Pessoas que trabalham na cozinha são puro amor! Claro que tem aqueles que pegam no pé, mas sempre querendo o melhor pro estabelecimento, pra você. Todo mundo precisa um do outro, a gente acaba se tornando uma família e contamos muito uns com os outros", diz.

A carioca escolheu os doces como a sua especialização na Gastronomia e o perfeccionismo foi decisivo para isso: "Um pequeno detalhe fazer toda a diferença é algo muito importante e que eu gosto muito. Se alguém fosse escolher confeitaria, a primeira coisa que eu diria é pra se preparar de verdade, não é fácil, mas é preciso segurar a onda, tudo vale a pena no final. Você precisa amar a comida, porque isso é o suficiente pra ir em frente", se declara.

Como não ter vontade de sair correndo pra cozinha agora, né? Mas, se mesmo assim essa profissão não te deu água na boca, fique ligado para outras possibilidades de carreira aqui no Purebreak!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema