O Técnico em Edificações é essencial para o ramo de infraestrutura
O Técnico em Edificações é essencial para o ramo de infraestrutura
Profissão ganha cada vez mais espaço no mercado de trabalho, com destaque para quem se diferencia da multidão.

Se você está procurando pelo ramo profissional que mais tem gerado oportunidades de emprego no Brasil, achará seu objetivo na profissão de Técnico em Edificações. A área, que é responsável pelas obras de infraestrutura do país, está crescendo muito, principalmente por causa dos eventos internacionais que estão ocorrendo por aqui.

E para te ajudar a saber mais do que exatamente um profissional de Edificações faz, o Purebreak entrevistou o técnico formado pelo CEFET/RJ, Carlos Simões, que fez o curso juntamente com o ensino médio após passar em concurso público.

Carlos Simões é Técnico em Edificações formado pelo CEFET/RJ
Carlos Simões é Técnico em Edificações formado pelo CEFET/RJ

A formação e o mercado de trabalho

Carlos ingressou no CEFET com apenas quinze anos, mas não acha que estava muito novo, pelo contrário, a experiência o ajudou a crescer: "O curso tem duração de 6 períodos, 3 anos. No CEFET/RJ fiz o ensino médio e o ensino técnico, em turnos alternados, o que não permitia que eu realizasse um estágio até o término dos cursos. Porém, na minha concepção, o aluno que entra para o CEFET ganha algo muito importante: a maturidade. Passar o dia inteiro na instituição gera a necessidade do aluno de aprender a resolver tudo sozinho", conta.

Um contra que o estudante percebeu no colégio foi somente a carga horária desorganizada: "Quando você está no primeiro período as aulas não ocorrem todos os dias da semana, enquanto nos últimos, que é quando você poderia começar num estágio para adquirir experiência, as aulas passam a ocorrer de segunda a sexta. Se o método de ensino fosse invertido - mais aulas no começo do curso e menos no final - o aluno teria uma chance muito maior de aliar experiência com estudo", explica.

Se tem um ponto onde não há necessidade de fazer um bicho de sete cabeças após se formar são as oportunidades de emprego. Segundo Carlos, esse é um mercado vasto e em crescimento no país: "Isso acontece principalmente devido as inúmeras obras de infraestrutura que estão ocorrendo. Nestas, o técnico tem uma variedade grande de possibilidade de atuação, que vão desde a elaboração do projeto até a supervisão na obra", destaca.

O Técnico em Edificações faz desde a elaboração dos projetos de infraestrutura, até supervisão na obra
O Técnico em Edificações faz desde a elaboração dos projetos de infraestrutura, até supervisão na obra

As dicas para o aspirante da área

Carlos é formado desde 2011 e, por sempre procurar se atualizar das novidades e demandas do setor, nunca teve dificuldades para conseguir trabalho: "Fiz um estágio de férias antes de formado e logo após isso entrei no programa de estágio de uma grande empresa do ramo de engenharia, a Promon Engenharia, em pouco tempo fui efetivado e agora trabalho como técnico na área de projetos", esclarece.

Com o conhecimento que adquiriu desde o início de sua carreira, Carlos aproveita para dar dicas pra você que curtiu, mas ainda tem dúvidas se deve seguir essa profissão: "Não pense duas vezes, faça. O mercado está aquecido, deve ficar ainda melhor após este ano eleitoral, e não podemos esquecer que temos muito trabalho ainda para as Olimpíadas 2016. E para dar prosseguimento nos estudos, após formado Técnico de Edificações, recomendo a graduação em Engenharia Civil, que eu faço atualmente na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)", aconselha.

O profissional ainda aproveita para sugerir complementos para você se dar bem na área: "Se possível faça cursos extras, eles são muito importantes e um diferencial no seu currículo. Hoje em dia é essencial ter bastante conhecimento de AutoCAD, mas não se limite a isso, aprenda programas de modelagem 3D e plataformas BIM", compartilha.

Se mesmo assim você não se convenceu a seguir nessa carreira, o Purebreakfalou sobre o ramo do Jornalismo e suas várias nuances e também sobre outro extremo: a Medicina e os desafios dos profissionais. Dá uma olhada lá e bom futuro pra você!

(Escrita por: Ana Serra)

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema