Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Xbox One custa R$2199 em todos os revendedores oficiais!
2 Fotos
Iniciar o slideshow
A rede Submarino inventou um desconto que não existe para justificar o preço do novo Xbox One na página. De acordo com o site, o console custava R$2499 e agora custa R$2199.

Ao apresentar seu Xbox One durante a E3, a Microsoft revelou o preço do aparelho em todos os países em que será distribuído. Enquanto que nos Estados Unidos o console custará US$ 499, no Brasil ele vai sair por salgados R$ 2.199.

Este é o preço oficial do produto em solo brasuca, mas o Submarino resolveu inventar que o valor é fruto de um "desconto" promovido pelo site. De acordo com a página, o preço original do videogame é R$ 2.499 e, com um abatimento de R$ 300, sai na pré-venda por incríveis R$ 2.199. O Xbox One será lançado no Brasil no dia 22 de novembro. Recentemente, foi lançado o Xbox Fitness , novo serviço do Kinect 2 e o serviço de streaming batizado de Rio .

Em uma pesquisa rápida na internet é possível identificar que todos os outros varejistas revendedores oficiais do Xbox One no Brasil exibem o preço oficial de R$ 2.199. O portal IG entrevistou o advogado Leonardo Zanatta, especialista em Direito Digital que explicou que a veículação deste tipo de propaganda fere o artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor que proibe "toda publicidade enganosa ou abusiva."

art 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

O Submarino também está na lista de sites que tentaram fazer entre as 22h de ontem e 6h de hoje uma promoção chamada Black Night. A promoção seria uma prévia da Black Friday, maior liquidação do ano que acontece anualmente e está prevista para 29 de novembro. A Black Night prometia descontos de até 80%, mas nem todo mundo conseguiu aproveitar. O alto número de acessos sobrecarregou os servidores e encheu o Twitter de reclamação de clientes.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema