Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Twitter vai lutar contra atitudes abusivas contra mulheres
Twitter vai lutar contra atitudes abusivas contra mulheres
A empresa se une a um grupo de defesa para investigar e encontrar soluções para os assédios na rede social.

Um dos lados mais infelizes da internet é a facilidade para envio de mensagens anônimas. Isso cria um ambiente perfeito para situações de assédio, perseguição e cyber bullying. Para combater esses temas com mais energia, o Twitter divulgou na última sexta-feira (07) sua perceria com o grupo sem fins lucrativos Women, Action & The Media que vai regular os incidentes ao público feminino por meio do microblog.

Twitter tem um histórico de problemas anteriores pela falta de uma estratégia da empresa para lidar com casos de abuso e assédio. Mas, finalmente, parece que a mídia social entendeu que precisa levar esas denúncias mais a sério quando anunciou o projeto em volaboração com grupo Women, Action & The Media.

Casos de abuso rolam soltos na plataforma social do Twitter
Casos de abuso rolam soltos na plataforma social do Twitter

Agora, sempre que um usuário reportar qualquer tipo de ameaça relacionada a gênero, orientação sexual ou raça, um relatório será encaminhado à equipe do WAM. Assim, o grupo vai acompanhar como o microblog está respondendo essas denúncias e orientar o que pode ser melhorado.

"Estamos entusiasmados por estar trabalhando com o Twitter para tornar sua plataforma mais segura para as mulheres", divulgou o WAM em seu site oficial. "Uma pesquisa recente da Pew descobriu que nada mais que 25% das mulheres jovens têm sido assediadas sexualmente online e 26% têm experimentado perseguição".

Temos vivido um momento em que a voz do movimento feminista está ficando cada vez mais alta e clara. Recentemente foram reportados diversos ataques à mulheres envolvidas com a indústria dos videogames. Desenvolvedoras e jornalistas constamente recebem ameaças de morte por meio da rede social - um dos fatores relacionados ao movimento #gamergate. Se quiser ficar por dentro do assunto, o Purebreak falou sobre o Gamergate nesta matéria e depois esclareceu mais alguns pontos nesta outra.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema