Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Confira alguns discursos preconceituosos do "BBB19" pra você ter cuidado e não repetir aqui fora
Confira alguns discursos preconceituosos do "BBB19" pra você ter cuidado e não repetir aqui fora
Quem acompanha o "BBB19" sabe que volta e meia a galera da casa se aprofunda em questões mega importantes de serem discutidas. Porém de vez em quando rolam uns comentários dentro do reality que transparecem muito dos preconceitos que a gente vive tentando desconstruir aqui fora. Separamos alguns que é pra você ficar ligado!

Que ninguém nasce desconstruído a gente já sabe. Mas sempre vale a pena escutar o que o outro tem a dizer, né?! Alguns brothers e sisters do "BBB19" volta e meia se encarregam de levantar discussões mega importantes para a vida em sociedade, como racismo, homofobia, feminismo, saúde mental, entre outras coisas. Acontece que nem só de comentários "felizes" se fez essa edição e o Purebreak separou alguns exemplos pra você não repetir de jeito nenhum aqui fora. Por quê?! A gente explica:

1. "Cabelo ruim"

Logo nos primeiros dias da casa, em uma conversa sobre shampoo e condicionador para cada tipo de cabelo, a Paula disparou que também tem "cabelo ruim". A Gabi, que estava no quarto, não gostou do comentário e explicou que "ruim" é preconceito. Mesmo que para alguns não pareça nada demais, a definição de cabelo "ruim" está atrelada, historicamente, a cabelos crespos; que não se encaixam ao padrão liso escorrido. Ou seja, é bom rever esse tipo de comentário porque pode ofender sim, ok?!

2. "Não faço por maldade, mas é legal"

Em uma conversa com Hariany, Paula debochou do fato de praticar bullying com as pessoas. "Mas é legal". Não é, viu?! Tenha muito cuidado com as brincadeiras que você faz porque para o outro pode não ter tanta graça assim.

3. Racismo velado

Mais uma vez, a Paula protagonizou um comentário nada agradável de se ouvir no "BBB19". A sister reproduziu a ideia de que todo mal caráter, assaltante ou criminoso tem que ser, automaticamente, negro. Isso é uma forma de racismo velado.

4. "Ficou na quarta e na quinta já colocou o cara pra dormir no quarto?"

Chamando pra dormir junto no dia seguinte ou esperando até o casamento para dar mais intimidade, não importa. Isso não deixa alguém com mais ou menos valor. As escolhas da mulher só dizem respeito à ela mesma, ok?! Tenham bastante atenção - meninos e meninas também!

5. "É da comunidade"

Em um papo sobre quem estava "fechado" com eles e quem não estava, Gustavo justificou que Danrley não fazia parte do grupo deles, sobretudo por ser da "comunidade do Rio". Por esse motivo, pertencia ao outro lado da casa. Não se deve julgar nem desdenhar de alguém pelo lugar onde a pessoa vive, não é mesmo? Foi bem feio esse comentário.

Big Brother Brasil
Gleici Damasceno e Paula Sperling, do "BBB", tretaram nas redes sociais e a gente conta o que rolou
Paula, vencedora do "BBB19", ainda se achou no direito de reclamar após denúncias
Provando que é a melhor campeã do "BBB", Gleici irá estrelar filme independente com temática LGBT
Grupo da Gaiola faz viagem para Arraial do Cabo e estamos empolgados com essa animação na van
ver todas as notícias de Big Brother Brasil Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema