Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

"Simplesmente Acontece"
"Simplesmente Acontece"
Com Sam Claflin ("Jogos Vorazes") e Lily Collins ("Espelho, Espelho Meu"), a comédia romântica, que tinha tudo pra ser um pastelão, dribla os clichês e estreia arrasando nas telonas.

A estreia mais comentada desta quinta-feira (5) tem cara e nome de pastelão romântico, mas não é. Com direção de Christian Ditter, "Simplesmente Acontece" torna o que poderia ser uma trama clichê, em um enredo envolvente e bem organizado. A história, baseada no livro de Cecelia Ahern ("P.S. Eu Te Amo"), gira em torno de dois melhores amigos de infância, Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin), que visivelmente são apaixonados um pelo outro. A gente já viu esse filme, né?

Ao contrário do drama "Um Dia", que estrela Anne Hathaway e tem uma proposta parecida, o roteiro de Juliette Towhidi conta com um ritmo leve e um tom cômico que prende o interesse do espectador. O clima entre os protagonistas, bem claro em sequências como a da piscina, garante a ansiedade do público por um final feliz que compense todos os obstáculos encontrados ao longo do filme. Afinal, depois de encarar 12 anos em aproximadamente 102 minutos, nada mais normal do que simpatizar com a trajetória e o amadurecimento dos personagens.

Estreia "Simplesmente Acontece"
Estreia "Simplesmente Acontece"

A falta de coadjuvantes, ou pelo menos a falta de ênfase nos papéis de apoio, destaca ainda mais as nuances do casal principal, interpretado por Lily e Claflin. Com participações resumidas, praticamente, a cenas e diálogos de comédia, as figuras servem para aliviar a tensão e dar uma cara otimista à narração. Falando em otimismo, fica difícil não reparar na iluminação e na trilha sonora do romance, que, para bom entendedor, não querem dizer outra coisa senão: "Calma, vai ficar tudo bem".

(Escrito por Dóris Marinho)

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema