Rahabe Barros Redatora
Libriana, boa de papo e apaixonada por reality show. Louca por gatos, não vivo sem café e com planos de dar uma volta ao mundo são outras curiosidades ao meu respeito. Após 10 anos, sigo encantada pelo jornalismo e por essa evolução diária da comunicação
9 Fotos
Veja as fotos!
O ar frio e seco pode deixar sua pele com coceira, vermelha e irritada. Felizmente, existem muitas maneiras de combater as causas da pele seca e manter-se úmida e flexível durante toda a temporada, incluindo algumas mudanças fáceis na sua rotina diária. O Purebreak conversou com o Dr. Matheus Arantes, que concedeu dicas de como ficar com a pele brilhante no inverno.

O inverno pode causar estragos em sua pele e, às vezes, pode parecer que não há escapatória: condições frias e tempestuosas do lado de fora deixam sua pele vermelha e irritada, enquanto o calor interno elimina a umidade do ar. À medida que o clima fica mais frio, seus hábitos habituais de cuidados com a pele podem precisar de alguns ajustes. Ao Purebreak, o dermatologista Matheus Arantes deu algumas dicas para seguir no inverno.

A mudança climática pode deixar a pele mais sensível. De acordo com o especialista, em termos técnicos, ela é responsável pela proteção química, por meio das secreções sudorípara e sebácea. Além disso, física contra agressões externas, controlar a eliminação de água do corpo, fornecer proteção imunológica por meio das células imunes, realizar a regulação térmica pela sudorese. Por isso, ele indica evitar banhos quentes e prolongados.

Banhos quentes podem queimar mais calorias do que uma caminhada | CLAUDIA

"A pele fica mais ressecada, sensível e, às vezes, até com sensação de ardência. Essas funções ficam comprometidas e, assim, o indivíduo tem maior propensão ao surgimento de doenças, como eczemas, dermatites, principalmente a atópica e infecções secundárias, sempre acompanhada de muita coceira", diz.

Veja os cuidados básicos para ter no inverno

Dentre os principais cuidados que devemos ter com a pele no inverno são:

1- Evitar banhos quentes e demorados
2- Usar sabonetes mais hidratantes, evitando os que possuem ácido salicílico pois podem piorar o ressecamento.
3- Utilizar hidratante específico para o rosto
4- Não esquecer do protetor solar
5- Em relação a hidratação facial adequada, Matheus Arantes explica que isso vai depender de cada tipo de pele. "As mais oleosas necessitam de hidratação facial, de preferência com séruns, já que eles têm textura fluida e não deixam a pele oleosa ou 'pesada' e com aspecto brilhante em excesso", acrescenta.
6- As mais secas, o médico indica produtos com textura mais rica e que realmente formem um filme sobre a pele. "Uma outra opção é o uso de máscaras faciais, que promovem hidratação profunda e tem ação calmante (no caso de peles com rosácea ou sensíveis) e a água termal", conta.
7- Não podemos esquecer que a ingestão de água é essencial para a hidratação e qualidade da pele. "Beber pouca água causa desidratação na pele e diminuição de sua sustentação e consistência, o que a torna flácida e sem viço. A água, além de deixar a pele firme e hidratada, ainda favorece à excreção de toxinas e substâncias irritantes, que podem danificar e causar o envelhecimento da pele", completa.

3 Benefícios de Beber Água Regularmente

Por fim, Matheus Arantes frisa que é importante não esquecer de marcar uma consulta com seu dermatologista para uma melhor avaliação e tratamento adequado.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema