Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Entenda porque a morte do músico negro Evaldo Manduca revoltou tanto a internet
Entenda porque a morte do músico negro Evaldo Manduca revoltou tanto a internet
No último domingo (7), o músico Evaldo Manduca foi morto na zona Oeste do Rio após ter seu veículo confundido com o de criminosos. Foram 80 tiros disparados contra o carro de Evaldo que carregava o sogro, a mulher e o filho de sete anos. Todos negros. O episódio revoltou a internet e promoveu debates sobre a questão racial e a PM no Brasil.

Desde cedo, hashtags como "Vidas Negras Importam" e "Oitenta Tiros" ocuparam os Trending Topics do Twitter. A morte do músico Evaldo Manduca no último domingo (7) revoltou a internet e levantou discussões importantes sobre a questão racial no Brasil. Evaldo, ex-integrante do grupo de samba Remelexo da Cor, estava com sua família e teve o carro fuzilado com mais de 80 tiros por militares em Guadalupe, Zona Oeste do Rio. No carro também estavam a mulher, o filho de sete anos e o sogro, que acabou baleado.

Evaldo foi confundido com criminosos

As investigações realizadas pela Polícia Civil indicaram que o veículo de Evaldo foi confundido com o de criminosos. Não por coincidência o artista e sua família eram negros. Não por coincidência também a taxa de homicídios entre pessoas negras no Brasil é a mais alta.

Outro caso de homicídio de negro

Há não muito tempo, um menino foi agredido na rede de supermercados Extra por um segurança do local. Mais tarde, foi confirmado que o jovem não havia furtado nada. Ele "só" era negro.

A reação da internet

Nas redes sociais, a galera se indignou com o episódio e aproveitaram para debater o racismo.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema