Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O projeto quer incentivar a denúncia ao Disque 100, número especial para casos de abuso infantil.

Assim como na novela "Babilônia", da Globo, que a personagem Laís (Luisa Arraes) quase foi estuprada por Guto (Bruno Gissoni), na vida real também existem casos como esse... e não são poucos. Pensando nisso, o Centro de Desefa da Criança e do Adolescente (Cedeca) que tem sede em diversos pontos do Brasil criou uma campanha falando sobre um assunto muito sério: o abuso sexual infantil. O projeto leva várias imagens com desenhos infantis e frases para incentivar as denúncias ao número 100, serviço da Secretaria de Direitos Humanos que atende apenas esse tipo de assédio.

A instituição foi fundada em 1991 com o intuito de enfrentar os casos de violência praticados contra menores de 18 anos. Além da atual campanha, o Cedeca conta com vários projetos, promoções e pesquisas para ajudar a causa. Além do incentivo às denúncias, o site oficial deles traz muitas informações sobre como denunciar, como proteger seus filhos e outras milhões de dúvidas que muita gente por aí deve ter.

E assim como a "#ocorpoémeu", que contou com a ajuda de várias famosas, e da campanha "#EuNãoMereçoSerEstuprada, que teve o apoio da funkeira Valesca, o projeto pretende ajudar na diminuição de casos de estupro. A ação começou a circular no dia 18 de maio, considerado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A ONG criou a campanha porque o país teve mais de 25 mil casos confirmados em 2014.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema