Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

O Woodstock 50 foi criado com o intuito de comemorar os 50 anos de um dos maiores festivais de música que já aconteceu nos Estados Unidos. Muitos artistas foram confirmados e as expectativas estavam altas. No entanto, parece que o evento foi cancelado. Pois, é a principal investidora soltou uma nota dizendo que não faz mais parte do projeto. E agora!?

Se você é uma pessoa ligada em música, provavelmente ouviu falar do Woodstock 50, festival criado para comemorar os 50 anos do Woodstcok original. Muita gente estava animada para curtir o evento, mas parece que ele foi cancelado. De acordo com o TMZ, a maior investidora dessa nova edição, a Dentsu Aegis Network, deixou de fazer parte do projeto. Pois é, nós do Purebreak também estamos um pouco chocados com essa notícia.

"Apesar do nosso tremendo investimento de tempo, esforço e comprometimento, não acreditamos que a produção do festival possa ser executada como um evento à altura do nome da marca Woodstock, ao mesmo tempo em que se garanta a saúde e segurança dos artistas, parceiros e frequentadores. Como resultado e depois de cuidadosa consideração, a Amplifi Live, da Dentsu Aegis Network, uma parceira do Woodstock 50, decidiu cancelar o festival", disse a investidora Dentsu Aegis Network através de um comunicado. Nem é preciso dizer que a galera da internet já está comparando o Woodstock 50 com o Fyre Festival, né? Afinal, o evento também foi cancelado porque não estava dando certo e acabou virando documentário pela Netflix.

Até o momento, a organização oficial do evento ainda não se pronunciou sobre o assunto. O Woodstock 50 aconteceria nos dia 16, 17 e 18 de agosto, em Nova York, e já contava com vários artistas confirmados, como Miley Cyrus, Jay-Z, Halsey, que lançou uma música ao lado BTS recentemente, The Killers, Chance The Rapper, Imagine Dragons e mais uma galera. Veja o line-up:

Cartaz com lineup do festival Woodstock 50 (2019)

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema