Os americanos são os que mais utilizam emojis LGBT