7 Fotos
Veja as fotos!
Dirigido por Ridley Scott e estrelado por Lady Gaga, Adam Driver, Jared Leto e Al Pacino, "Casa Gucci" não é o que se espera: filme surpreende pelo tom cômico, irônico e caricato e elenco brilha ao assumir essa proposta e dar vida à pessoas reais cheias de conflitos, traições e esquemas secretos. Saiba o que o Purebreak achou da grande estreia da semana nos cinemas do Brasil e do mundo!

Se você tá pensando que vai pro cinema conferir um super drama ao assistir "Casa Gucci", pode abaixar suas expectativas, porque o longa dirigido por Ridley Scott surpreende pelo tom irônico e caricato através do qual conduz a história. Já no início percebemos que Lady Gaga veio com sangue nos olhos por esse Oscar de Melhor Atriz e, assim como o Maurizio (Adam Driver), nos apaixonamos pela Patrizia e sua obstinação por ter uma vida farta e cheia de riquezas, ao mesmo tempo em que a artista desaparece na personagem e não vemos mais sinal de Gaga por lá.

Colour Scheme Tumblr posts - Tumbral.com

Do outro lado da trama, temos Aldo e Paolo, interpretados com maestria e de forma brilhante por Al Pacino e Jared Leto, respectivamente. Eles garantem boas risadas dos espectadores por causa de sua relação conturbada e cômica, onde vivem trocando farpas. É difícil não ficar prese ao assistir "Casa Gucci" e nós garantimos que é uma experiência divertida e diferenciada de outras produções que se comprometem a trazer histórias baseadas em fatos reais.

House of Gucci

Atuações e cenas caricatas ao invés do drama usual

O que pode perturbar alguns, aqui no Purebreak acreditamos que trouxe um frescor pro gênero de filmes que se propõem a contar o que aconteceu na vida real e costumam fazê-lo de uma forma mais dramática. Scott se apoia total e completamente nas peculiaridades e exageros da personalidade de cada personagem e na ironia constante pela qual os integrantes da família Gucci se tratam, que parece surreal, mas diverte quem tá assistindo. Os esquemas, traições e planos mirabolantes só deixam tudo mais gostoso e você nem sente as horas de projeção passarem.

lgagaedit | Explore Tumblr Posts and Blogs | Tumgir

Para completar o pacote, temos a trilha sonora que mistura elementos da Era Disco - décadas de 70 e 80, nas quais o filme se passa - e da música clássica, pra trazer aquele ápice teatral necessário em diversos momentos. O figurino, maquiagem e a fotografia belíssimos, que trazem uma atmosfera sofisticada do universo das grandes grifes, também merecem seu destaque.

"Casa Gucci" atropela um pouco os fatos em seu ato final

E, se temos que criticar algo, seria a pressa para chegar ao momento mais importante do filme: a morte de Maurizio Gucci. Enquanto na primeira hora testemunhamos aos poucos Patrizia entrando na família milionária e desenhando o caminho do marido para o comando da Gucci mesmo contra a vontade dele, no fim, há uma confusão sobre a ordem dos fatos e percebe-se uma velocidade mais acelerada para mostrar a protagonista encomendando o assassinato do ex, sem ter uma preocupação em desenvolver o destino de personagens secundários que brilham tanto quanto ela.

Excuse Me? GIF by Reaction GIFs | Gfycat

Em um instante, Patrizia implora pelo amor de Maurizio, até mostrando um álbum de fotos que fez pra ele e no outro já está revoltada buscando alguém para fazer o "serviço sujo". Não há uma coerência com o ritmo que o filme levava até ali. Dito isso, é um pena saber do desfecho de Aldo, Paolo e da própria grife através de textos na tela nos últimos minutos.

Tumblr media

No geral, "Casa Gucci" surpreende e foge do clichê dramático dos "inspirados em fatos reais" ao fazer rir e divertir conforme vamos conhecendo o mundinho sórdido da moda. O longa estreia na próxima quinta-feira (25) em todos os cinemas do Brasil. Veja o trailer abaixo e não deixe de ir assistir:

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema