Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

As Villanuevas vão deixar muita saudade. A família da série "Jane the Virgin", que está na sua 5ª e última temporada, é exemplo de superação, força e união feminina. Jane, Xiomara e Alba nunca deixaram de apoiar umas às outras, em situações boas ou ruins, ao longo da telenovela mais querida da televisão americana.

Já em sua última temporada, a série "Jane the Virgin" vai dando adeus ao poucos e nós já estamos morrendo de saudade desse elenco maravilhoso. Mas uma coisa é certa: a 5ª temporada está recheada de acontecimentos surpreendentes. Entre tantos itens icônicos e marcantes do seriado, um que mais vamos sentir falta é da família Villanueva: Jane (Gina Rodriguez), Xiomara (Andrea Navedo) e Alba (Ivonne Coll) - menção honrosa pro Rogelio (Jamie Camil), vai...

Como deu para perceber, a ligação de sangue e amor são as bases principais da série, que acompanha a vida de três mulheres fortes e muito batalhadoras. Vem ver por que o núcleo das Villanuevas é tão incrível assim!

As Villanuevas são unidas

Na telenovela, a trama aborda a vida de três mulheres da família, todas de gerações diferentes. Elas são muito unidas: compartilham inseguranças, dão conselhos umas para as outras e sempre são rede de apoio, em qualquer situação – nas boas e ruins. São várias cenas na varanda da casa de Jane onde elas aparecem conversando e até mesmo fazendo as pazes. No casamento de Jane com Michael (Brett Dier), por exemplo, as três mulheres entraram juntas na igreja. A cena é muito bonita e emocionante!

Mulheres fortes

Após a morte do marido, Alba tem que criar a filha Xiomara sozinha. Assim, consequentemente, Jane acaba sendo criada pelas duas, a mãe e a avó. Depois que a protagonista engravida e tem Mateo (Elias Janssen), as duas também ajudam na criação do menino. O tempo todo vamos acompanhando-as superando obstáculos e sempre se reerguendo, lado a lado. Mesmo sendo uma avó conservadora, Alba também se esforça muito para ir se desconstruindo ao longo da série.

Presença latina

A comunidade latina nos Estados Unidos raramente é representada corretamente e com respeito nas produções americanas. Por isso que "Jane the Virgin" fez tanto sucesso – principalmente no país que vive um momento delicado em relação aos imigrantes. As Villanuevas são da Venezuela e frequentemente falam espanhol na série - a abuela, inclusive, só fala espanhol. Em uma sequência comovente, podemos acompanhar a batalha e os medos de Alba para conseguir o tão sonhado Green Card. Com certeza, muita gente se emocionou com o episódio da 2ª temporada.

Pai presente

Rogelio, o pai de Jane, é uma das figuras mais engraçadas da série. Mesmo sem ter estado presente desde o começo na vida da filha, por não saber que era pai dela, o caricato personagem sempre faz questão de dar conselhos e auxiliar Jane em diversas situações. É muito bonito ver o carinho entre pai e filha!

Maternidade real

Outro ponto positivo na série é mostrar a maternidade assim como ela é: dificuldades, vitórias e aprendizados, sem nenhuma idealização que tudo será perfeito. "Jane the Virgin" faz isso muito bem, principalmente depois que Mateo nasce e Jane vive altas crises para educar o filho ao lado de Rafael (Justin Baldoni). Depois de alguns anos, o menino acaba se revelando um verdadeiro pestinha e os pais fazem de tudo para ensiná-lo da melhor forma possível.

Por Luiza Vidal

Jane the Virgin
Último episódio de "Jane the Virgin" finalmente revela maior mistério da série
O que podemos esperar do último episódio de "Jane the Virgin"?
Afinal, quem é o narrador misterioso de "Jane The Virgin"?
Personagem importante morre no penúltimo episódio de "Jane the Virgin"
ver todas as notícias de Jane the Virgin Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema