Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Na última sexta-feira (11), a Rede Globo confirmou mais uma reprise de novela. Agora, "Pega Pega", de Claudia Solto, finalizada em janeiro de 2018, entrará no horário das 19h, substituindo "Salve-se Quem Puder". Mas nem todo mundo está satisfeito com a escolha e vamos apresentar cinco motivos do porquê.

Muito tem se falado sobre a reprise da novela "Pega Pega". Ainda como forma de evitar a contaminação da Covid-19, o ritmo das gravações da Rede Globo está lento. Como já sabemos, para tapar o buraco na grade, a emissora recorreu a uma série de reprises de seus sucessos antigos. Até agora, novelas como "Totalmente Demais" e "Fina Estampa" já voltaram às telas, em horário padrão.

Mas muitas pessoas não curtiram a próxima escolha da Globo para assumir seu horário das 19h. Após o final dos capítulos inéditos de "Salve-se Quem Puder", a novela "Pega Pega", de Claudia Solto, irá estrear. Apesar de não ter sido um fracasso na época de sua transmissão original, casais de química duvidosa e furos no enredo aparecem nas reclamações dos telespectadores.

Por isso, separamos cinco razões pelas quais achamos que você não deveria ver a reprise de "Pega Pega". Confira!

Novela "Pega Pega": Luiza (Camila Queiroz) e os melhores looks da  protagonista! - Purebreak

"Pega pega" ainda é recente

O último capítulo de "Pega Pega" foi ao ar em janeiro de 2018, o que torna a novela uma das reprises mais recentes. "Malhação: Viva a Diferença", finalizada em março de 2018, também foi retransmitida, mas a maioria das novelas que estão fazendo sucesso são de, pelo menos, 2016. Como a história ainda está fresca em nossa cabeça, pode ser que o público não se interesse muito.

O público não curtiu muito o casal Eric (Mateus Solano) e Luiza (Camila Queiroz)
O público não curtiu muito o casal Eric (Mateus Solano) e Luiza (Camila Queiroz)

Casal principal sem química

Independente do público da novela, um casal principal querido é essencial. E mesmo com audiência considerável, muita gente não shippou Eric (Mateus Solano) e Luiza (Camila Queiroz). Apesar de serem os destaques, até hoje o romance é lembrado por falta de química e simplesmente não convenceu o público. Outros pares também não foram suficientes para compensar, sem nenhum casal muito marcante na história.

Tramas que podem desinteressar

Os diálogos e os enredos secundários de "Pega Pega" eram mais leves, sendo uma opção para quem quer descontrair. Mas, por outro lado, uma das tramas principais do roteiro - o roubo milionário do luxuoso hotel Carioca Palace - pode afastar os noveleiros. Com pandemia e crise política, uma história do tipo pode ser chata.

A detetive Antônia (Vanessa Giácomo) não marcou a audiência
A detetive Antônia (Vanessa Giácomo) não marcou a audiência

Histórias superficiais

Falando no roubo do hotel carioca... outras narrativas começam a aparecer ao longo da novela, tirando o foco desse crime em específico. Mas as informações parecem largadas e, no final, somos deixados com vários detalhes superficiais, sem entender muito bem o que rolou. Um exemplo é a busca repentina pelo assassino da esposa de Eric, Mirella (Marina Rigueira)

Atuação duvidosa

O elenco da obra, sem dúvidas, era talentoso. Mateus Solano, Nanda Costa, Marcos Veras... mas não foi todo mundo que aprovou a atuação, de modo geral, em "Pega Pega". Alguns núcleos, como o do casal Antônia (Vanessa Giácomo) e Júlio (Thiago Martins), não repercutiram muito. E se tem uma coisa que pode prejudicar uma novela é um grupo de personagens chatos e tediosos.

Vai assistir "Pega Pega" de novo? Para você, qual outra novela poderia substituir "Salve-se Quem Puder"?

Pega Pega
Os casais sem química da novela "Pega Pega"
Todos os spoilers da novela "Pega pega"
5 novelas que poderiam reprisar no lugar de "Pega Pega"
"Pega Pega": 5 motivos para não rever a novela
ver todas as notícias de Pega Pega Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema