Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Os segredos da DeepWeb escondem coisas muito mais prigosas do que você imagina.
Os segredos da DeepWeb escondem coisas muito mais prigosas do que você imagina.
Descubra o que esse lado da história da internet tem de tão diferente e desconhecido.

A internet tradicional, que a gente usa sempre que precisa acessar qualquer tipo de endereço é o que chamam de SurfaceWeb (Rede da Superfície). A DeepWeb (Rede Profunda) é justamente o contrário disso. É a rede que fica escondida numa gaveta sem fundo, que ninguém conhece e ninguém tem acesso.

Imagine que a internet que você conhece é apenas um pedacinho de toda a imensa rede de dados existente no mundo. Parece loucura, mas a maior parte do que está por aí, seja transitando entre cabos ou seja pela nuvem (cloud computing, gente, igual iCloud, Dropbox) não é o que você tem acesso.

Mas por quê a DeepWeb é invisível?

O conteúdo dessa "Internet Profunda" não é indexado nos principais motores de busca. O Google e outros têm o poder de tornar as coisas invisíveis e difíceis de encontrar em algo acessível. Uma boa parte do que é afetado por esse poderoso filtro dos buscadores são os movimentos de contracultura.

Quando uma nação ou grande empresa se sente ameaçada por certas informações que foram lançadas na web, BAM!, solicitam aos motores de busca que tirem a indexação desse conteúdo e ninguém mais toma conhecimento ou sabe onde foi parar. O conteúdo não é apagado, ele apenas está em algum lugar da internet invisível e perdido.

96% da rede é anômina

Houve um estudo realizado na Universidade da Califórnia, em 2001, que mostrou que havia 7,5 Petabytes de dados na DeepWeb - que é o mesmo que 7500 Terabytes. Para comparar com a SurfaceWeb que tinha apenas 19 Terabytes. Entendeu como é bizarro 7500 TB versus 19 TB? Ou seja, 96% da internet do mundo é anônima.

Para acessar esses tipos de dados é preciso de um navegador específico, nada de Chrome ou Firefox, é o TOR que te leva para DeepWeb. Com ele, você fica anônimo, mas cuidado, tem muita coisa pesada nessa rede. MUITO bizarro, amiguinhos.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema