Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Enem 2020: inscrições começam nesta segunda (11)
Enem 2020: inscrições começam nesta segunda (11)
A situação de isolamento social em que o Brasil se encontra não afetou a realização do Enem 2020. A partir desta segunda (11), começam as inscrições para as provas, que acontecerão em duas versões: presencial, nos dias 1º e 8 de novembro, e digital, nos dias 22 e 29 de novembro. Excepcionalmente este ano, há a possibilidade de solicitar a isenção da taxa durante as inscrições, que vão até o dia 22 de maio no site do Inep. Saiba mais.

Em meio a pedidos de adiamento, o calendário do Enem 2020 não foi alterado. A partir desta segunda (11), os estudantes que vão prestar o vestibular este ano deverão se inscrever para as provas na Página do Participante, no site do Inep. As inscrições acontecerão até o dia 22 de maio e o pagamento da taxa de R$ 85,00 deverá ser efetuado até o dia 28 de maio.

Neste ano, aqueles que têm direito à isenção da taxa também devem se inscrever no site e solicitá-la durante a inscrição. "A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência", informa o site. A solicitação de atendimento especial também começa nesta segunda. Aqueles que possuem alguma deficiência devem fazer o pedido até o dia 29 de maio.

Dias das provas

O Enem 2020 acontecerá em dois momentos. As provas presenciais estão previstas para os dias 1º e 8 de novembro enquanto a versão digital nos dias 22 e 29 de novembro.

Propaganda do Enem 2020 abre discussão nas redes sociais

Uma propaganda do Enem 2020 abriu a discussão para o pedido de adiamento das provas. No vídeo, vários adolescentes estimulam o estudo online, já que as aulas presenciais foram suspensas no mundo todo devido ao surto de coronavírus. Acontece que, como bem lembrado pelos usuários, essa não é a realidade de boa parte da população brasileira. Além da ausência de internet ou computadores em casa, muitas escolas da rede pública não aplicaram o ensino à distância, como vem sendo feita nas instituições privadas de ensino.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema