Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Quem nunca quis trabalhar com seu ídolo, né? No caso das fãs do Justin Bieber, a experiência pode não ser das melhores! A coreógrafa Emma Portner ficou bem chateada depois de toda a treta envolvendo o cantor, Taylor Swift e o empresário Scooter Braun e resolveu falar umas verdades sobre o astro, afirmando que ele não valoriza as mulheres e não apoia a comunidade LGBTQ+. Tenso!

Sabe aquele famoso ditado: "As máscaras sempre caem"? Pois é, parece aviso de mãe, mas isso é bem real! E é claro que a frase se encaixa perfeitamente para aquele nosso ídolo querido; afinal, ele pode sempre apresentar ser um amor ou uma péssima pessoa, se aquilo não for verdade, ora ou outra todo mundo perceberá. E os fãs do Justin Bieber estão tomando um monte de sacodes com as últimas notícias envolvendo o artista e, desta vez, uma coreógrafa do astro falou sobre o terror que passou no período que trabalhava com a estrela. Tenso!

Para quem não está entendendo nadica de nada, a gente explica: Justin Bieber estava diretamente envolvido na polêmica entre Taylor Swift e o empresário Scooter Braun. Ao dar a sua opinião, o cantor se desculpou com a artista, mas deu a entender do início ao fim que a culpa era de Taylor e que o empresário era a vítima da situação (kkk). O cara recebeu uma chuva de críticas e foi aí que Emma decidiu entrar na história: aos que ficaram do lado de Justin, a dançarina abriu o jogo sobre como é trabalhar com a estrela. "Eu me arrependo de trabalhar sob o seu nome", inicia.

A profissional lembra que trabalho com Justin durante a "Purpose World Tour", em 2016. "Eu dei ao seu universo o meu corpo inocente, minha criatividade, tempo e esforço. Duas vezes. Por conteúdo pelo qual você lucrou milhões. Enquanto eu não ganhei nada", começa a "denúncia". Emma ainda diz que o cantor a pagava bem menos do que um salário mínimo, isso por duas horas de trabalho. "Eu não tinha dinheiro para comer. Eu estava limpando o chão de estúdios de dança para poder praticar meu próprio ofício. O modo como você degrada as mulheres é uma abominação", sinaliza.

Além disso, a esposa da atriz Ellen Page diz que Justin está sempre em contato com "pessoas problemáticas" e que não apoia a comunidade LGBTQ+. "Como você se sente a respeito disso? Uma lésbica, AJUDANDO VOCÊ, por uma quantia desrespeitosa de dinheiro, enquanto você frequenta uma igreja que vai contra a minha existência?", questiona. Para finalizar, Emma diz que espera amadurecimento por parte de Justin: "Um pastor branco e heterossexual e um empresário não podem ser a sua única e mais importante fonte de ponto de vista nesse mundo. Você tem um poder IMENSO. O use para PARAR DE DEGRADAR MULHERES", sugere.

E aí, o que vocês acham disso tudo? Deixe sua opinião aqui no Purebreak e, claro, se ligue para mais novidades!

Justin Bieber
Qual álbum do Justin Bieber mais combina com você? Responda este quiz e descubra
Justin Bieber pode se apresentar no Rock In Rio 2021, diz jornal
Justin Bieber abre o jogo sobre depressão e revela como foi importante e necessário pedir ajuda
O que esperar de "The Biebers", o reality show de Justin e Hailey Bieber?
ver todas as notícias de Justin Bieber Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema