Jornalista e entusiasta do pop, posso escrever o dia todo sobre Taylor Swift ou BLACKPINK, enquanto maratono minhas séries preferidas.
6 fatos que você precisa saber sobre os sonhos
9 Fotos
Veja as fotos!
Sonhar é uma das coisas mais legais que nossa mente consegue fazer. Por alguns instantes, realmente acreditamos naquilo que estamos vivendo. Por isso, o tema de sonhos traz muitas curiosidades. Desde pessoas querendo se lembrar do que sonharam até dúvidas sobre os desconhecidos que aparecem, veja 6 fatos sobre os sonhos!

Tem algumas coisas que ligam todos os humanos - independente de raça, gênero, classe ou orientação sexual. Uma delas é dormir e, consequentemente, sonhar. Vários estudos mostram que quase todos nós sonhamos, apesar de muitos não se lembrarem do que, de fato, "viveram" enquanto dormiam.

E, assim como grande parte do inconsciente, os sonhos trazem muitas curiosidades. Como funcionam, conseguimos controlá-los, por que nos esquecemos deles?

Separamos 6 curiosidades sobre o mundo dos sonhos para você entender melhor esse momento mágico e específico que acontece enquanto dormimos!

Não existem "desconhecidos" nos sonhos

Vamos supor que você sonhou com alguém que nunca viu na vida. Muito provavelmente, já viu, sim. O que a pesquisa da Universidade de Stanford aponta é que, na maioria dos sonhos, utilizamos elementos da "vida real" em vez de criar do zero alguma experiência.

Ou seja, pode ser alguém que vimos rapidamente e não lembramos ou, ainda, uma pessoa formada a partir de características de vários outros conhecidos.

O cérebro tem essa capacidade, só não é tão comum - por que iria requerer muito esforço. Por isso, "é muito mais provável que os 'estranhos' de nossos sonhos, sejam versões de quem já vimos acordados", explica a pesquisa.

Nos sonhos, ler e escrever é quase impossível

Outra coisa que o cérebro pode ter dificuldade de fazer enquanto dorme é escrever e ler. "São aspectos da linguagem quase impossíveis de reproduzir", explica a matéria da Inverse. Como estamos em sono profundo no momento do sonho, várias partes do cérebro não estão tão ativas, impossibilitando esse tipo de ação tão corriqueira.

Por isso, muitas pessoas falam que, para descobrir se você está sonhando, deve tentar ler alguma coisa. Mas a pegadinha é que o seu cérebro vai compreender mensagens, só que de outra forma. Assim, às vezes você pode ter a sensação de que leu algo, quando, de fato, não havia letras na sua frente. Tudo vai depender do contexto do sonho e como a sua cabeça funciona nesses momentos.

Sonhamos, em média, 2 horas por noite
Sonhamos, em média, 2 horas por noite

Você pode provocar um sonho lúcido

Sonhos lúcidos são quando a pessoa percebe, no meio do sonho, que aquilo não é real e, assim, passa a controlar alguns aspectos do que está acontecendo. Nem todos conseguem, naturalmente, atingir o feito. Porém, assim como em tantas outras situações, você pode treinar o seu cérebro, a fim de finalmente ter um sonho lúcido.

Texto escrito pela revista Health Line dá algumas dicas para retomar a consciência, ainda durante o sonho. A primeira é perguntar para si mesme: "Isso é um sonho?". Se não der certo, você pode conferir aspectos que costumam ser modificados enquanto sonhamos - desde a já mencionada leitura até mesmo reflexos e o passar do tempo, que é alterado pelo inconsciente.

A sensação de "estar caindo" é normal

Quem nunca estava quase dormindo quando, do nada, teve a sensação de que estava caindo, dando aquele pulo nada elegante? A Children's Health System garante que isso é normal e não há apenas uma explicação para o fato. Uma das teorias levantadas pela instituição é que, quando entramos em uma fase mais profunda do sonho, os músculos relaxam ainda mais.

Com esse relaxamento repentino, partes do cérebro podem se confundir e acreditar que é um sinal de que a pessoa está caindo - por isso, você reage dessa forma. Ou seja, é só nossa mente tentando nos proteger, como sempre.

Os humanos sonham muito!

Como falamos, nem todos se lembram do que sonharam, mas isso não quer dizer que não sonharam nada. De acordo com texto da National Institute of Neurological Disorders, nós passamos em média duas horas sonhando toda a noite. Às vezes, mesmo para quem se lembra do que sonhou com frequência, pode parecer muito tempo.

Isso também é normal, já que a percepção do tempo é alterada e, na maioria das vezes, esquecemos grande partes dos sonhos - nos lembrando apenas dos últimos momentos antes de acordarmos.

Você pode se lembrar dos seus sonhos

Se você é uma dessas pessoas que têm muita dificuldade de lembrar dos sonhos, saiba que é possível melhorar a situação. A Sleep Foundation deu algumas dicas para quem quer guardar na memória os sonhos, mesmo depois de acordar. A primeira é manter um diário próximo a cama e, assim que acordar, escrever tudo o que lembra - por menor que seja a informação.

Outra coisa é, antes mesmo de dormir, afirmar para si mesme que você vai conseguir se lembrar - colocando isso como uma meta e prioridade. Aos poucos, o cérebro vai assimilando a mensagem e as chances de guardar informações dos sonhos são maiores.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema