9 Fotos
Veja as fotos!
Uma grande tragédia aconteceu na última sexta-feira (05), em Houston, Texas. Durante uma apresentação do rapper Travis Scott, namorado de Kylie Jenner, ocorreu um grande tumulto, levando a morte de pelo menos oito pessoas. A polícia ainda está investigando o caso, mas Scott já se prontificou a pagar pelo funeral das vítimas que morreram no seu show, e, também, oferecer serviços psicológicos para os que estavam presentes no festival.

Era para ser uma noite feliz. 50 mil pessoas se dirigiram para curtir o Astroworld Festival, o evento musical liderado por Travis Scott, na última sexta-feira (05). No entanto, o que era para ser um momento de lazer, logo se tornou em uma tragédia inesperada.

Durante o show que aconteceu em Houston, no Texas, oito pessoas morreram por conta de um grande tumulto gerado no meio da multidão. De acordo com o site TMZ, o intérprete de "HIGHEST IN THE ROOM" decidiu pagar as despesas do funeral das vítimas que morreram na sua apresentação. Ele também irá fazer uma parceria com a Cactus Jack Foundation para oferecer serviços psicológicos para todos que estavam no evento.

300 pessoas foram socorridas no Astroworld Festival

Mirza Baig, Rodolfo Peña, Madison Dubiski, Franco Patino, Jacob Jurinke, John Hilgert, Axel Acosta Avila e Brianna Rodriguez são os nomes das vítimas do ocorrido. Eles tinham entre 14 e 27 anos. Além desses, houve centenas de feridos. 300 pessoas foram socorridas no próprio local do acidente.

Foi noticiado nesta terça-feira (09), por jornais estadunidenses, que um garoto de nove anos que estava no show entrou em coma induzido. O pequeno Ezra Blount estava nos ombros do seu pai quando ele desmaiou por conta da movimentação dos fãs. Em seguida, segundo os médicos, cérebro do menino inchou e seus batimentos cardíacos chegaram a ser interrompidos antes que ele chegasse ao hospital.

Fãs de Travis Scotti deram origem ao tumulto

A tragédia ocorrida no festival de Travis Scott ainda está sendo investigada. No entanto, o que se sabe até o momento é que, como informou o chefe de Bombeiros da cidade de Houston, Samuel Peña, os fãs começaram a se espremer na frente do palco por volta das 21h15 da sexta-feira.

Isso teria criado uma grande onda de pânico, fazendo com que pessoas caíssem e/ou ficassem inconscientes, o que levou a um pavor ainda mais grave. Segundo as autoridades, 23 pessoas foram levadas ao hospital. E dessas, 11 tiveram paradas cardíacas.

Pessoas relatam drogas sendo injetandas no público

Nas redes sociais, fãs relataram que viram pessoas injetando drogas nos presentes na ocasiã e o próprio chefe de polícia de Houston, Troy Finner, confirmou o fato. Ele, inclusive, revelou que um oficial de segurança que estava no local foi uma das vítimas.

"Nós temos um relato de um segurança, de acordo com a equipe médica que estava lá e o atendeu na noite passada. Ele estava tentando conter ou agarrar um cidadão e sentiu uma picada no pescoço", compartilhou. Finner ainda declarou que o segurança perdeu a consciência quando foi examinado. "Ele foi reanimado e a equipe médica notou uma picada semelhante a uma picada que você obteria se alguém estivesse tentando te injetar [algo]", acrescentou.

Segundo o portal Business Inside, a vítima precisou até receber Narcan, um medicamento utilizado em situações de emergência para conter overdose de opioides.

Travis Scott e mais se pronunciam sobre tragédia

Travis Scott compartilhou um posicionamento sobre a tragédia no último sábado (06). Em um texto publicado no seu Twitter, o rapper desabafa:

"Eu estou absolutamente devastado pelo que aconteceu ontem à noite. Minhas orações vão para as famílias e aqueles impactados pelo que ocorreu no Astroworld Festival. A Polícia de Houston tem o meu apoio total enquanto eles seguem investigando as trágicas perdas de vida. Eu estou comprometido em trabalhar ao lado da comunidade de Houston para curar e dar apoio às famílias que precisam. Obrigado Polícia de Houston, corpo de Bombeiros e NRG Park por sua resposta imediata e apoio. Amor a todos vocês".

Já Kendall Jenner, cunhada de Scott, compartilhou um story no Instagram em que diz: "Ainda não tenho palavras para as notícias do Astroworld. Estou realmente despedaçada pelas famílias que perderam entes queridos e minhas orações vão para todos os envolvidos. Mandando para todos os que foram afetados todo o meu amor e desejando a eles força durante esse momento incrivelmente devastador e sensível".

Kim Kardashian foi outra que quis se manifestar. "De coração absolutamente partido pelas vidas que foram perdidas e todos que se feriram no Astroworld. Assim como todos vocês, nossa família está em choque com a tragédia. Nós estamos orando por todas as vítimas, famílias e entes queridos impactados, pedindo por cura, assim como o Travis, que nós sabemos que se preocupa muito com seus fãs e está realmente devastado", afirmou. Em seguida, Khloé Kardashian compartilhou a publicação de Kim nos seus stories.

O rapper Drake, que apareceu de surpresa para se apresentar no festival ao lado de Travis Scott, também se pronunciou sobre o ocorrido no Instagram: "Eu passei os últimos dias tentando entender essa tragédia devastadora. Eu odeio recorrer a essa plataforma para expressar um sentimento tão delicado quanto o luto, mas é aqui que me encontro. Meu coração está partido pelas famílias e amigos daqueles que perderam suas vidas e qualquer um que esteja sofrendo. Eu continuarei a rezar para todos eles, e prestarei serviço de qualquer maneira que puder. Que Deus esteja com todos vocês".

Vítimas processam Travis Scott, Drake e organizadores

Algumas vítimas da tragédia ocorrida no Astroworld Festival decidiram processar os rappers Travis Scott e Drake acusando-os de negligência e "incitamento" ao caos". A justificativa para isso seria de que o primeiro já teria "incitado o caos" em apresentações anteriores, e o segundo teria contribuído para os eventos ao continuar cantando, mesmo com a multidão "se tornando incontrolável".

Um dos feridos entrou com uma ação contra os organizadores do show, a Live Nation, e o local que recebeu o festival, afirmando que a tragédia aconteceu por conta da "negligência e imprudência" dos réus, seus agentes e seus funcionários. O texto citado pela imprensa ainda revela: "Várias pessoas imploraram aos agentes de segurança da Live Nation por ajuda, mas eles ignoraram".

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema