Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Sobre os comentários polêmicos de Maycon e Paula no "BBB19": entenda a linha tênue entre ignorância e intolerância
Sobre os comentários polêmicos de Maycon e Paula no "BBB19": entenda a linha tênue entre ignorância e intolerância
Alguns comentários ditos no "BBB19" dão o que falar nas redes sociais. Volta e meia alguém faz uma fala racista ou que desrespeite a religião alheia. Se você acompanha o programa já sacou do que estamos falando. Muita gente vai para web defender essa galera dizendo que "ninguém nasce sabendo". Mas será que não sabem mesmo ou não querem procurar saber?!

Há uma linha muito tênue entre ignorância e intolerância. Uma coisa é você não saber sobre determinado assunto e outra é você se recusar a ter conhecimento. Ninguém nasce sabendo tudo sobre racismo (principalmente quem não é negro), ou sobre homofobia, machismo, privilégio social e mais uma série de questões, mas parar, ouvir e aprender a respeitar não dói. E é exatamente essa postura que tá faltando em determinados participantes do "BBB19".

"Ninguém nasce sabendo"

Os defensores dos comentários preconceituosos que circulam no "BBB19" (e ao vivo, tá?) tentam justificar os absurdos que foram ditos a partir da ideia de que "ninguém nasce sabendo". Realmente, não nascemos. Mas o convívio com o outro nos faz aprender a escutar sobre aquilo que nunca estivemos ciente.

Se a Paula ou a Isabella, que recentemente reclamaram de também sofrer preconceito, nunca escutaram sobre as origens da escravidão no país ou conviveram com moradores de favela, isso não justifica os comentários que fazem, saca? Ainda mais depois de tanto ouvirem as histórias de Rodrigo, Gabi e Danrley - que, diga-se de passagem, estão sempre dispostos a dialogar.

É uma realidade que choca quem não está acostumado. Mas trazer o assunto à tona não é ser "extremista", ainda mais quando se trata de ser o oprimido e não o opressor.

Animated GIF

Ignorante ou intolerante?

Além dos comentários das meninas, outro que incomodou muito a galera aqui fora foi o do Maycon sobre o Rodrigo e a Gabi em uma das festas. "Tava comendo sentado aqui nesta cadeira quando, de repente, senti um arrepio. Começou a tocar umas músicas esquisitas e os dois [Rodrigo e Gabi] estavam numa sincronia que até achei bacana assim que olhei, juro, mas aí escutei uns negócios, tipo 'não faça igual a eles'" disse o brother para Diego. Oi?!

Muita gente alegou que ele não falou por mal, que era ignorância da parte do vendedor de queijos e afins. Mas não enxergar isso como um comentário preconceituoso é naturalizar o racismo e a intolerância religiosa.

Não é algo fácil, que acontece da noite para o dia. Se desconstruir é um processo, mas mega necessário quando a tua visão de mundo passa a ferir quem tá do seu lado. Por isso, que tal passarmos a ouvir mais, trocar mais e ter cuidado com o que a gente fala?! :)

Big Brother Brasil
Paula, vencedora do "BBB19", ainda se achou no direito de reclamar após denúncias
Provando que é a melhor campeã do "BBB", Gleici irá estrelar filme independente com temática LGBT
Grupo da Gaiola faz viagem para Arraial do Cabo e estamos empolgados com essa animação na van
E o Kaysar, quem diria, chegou aonde todos os ex-BBBs gostariam de chegar
ver todas as notícias de Big Brother Brasil Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema