Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Veja porquê falar sobre fantasias problemáticas no Carnaval não é mimimi
Veja porquê falar sobre fantasias problemáticas no Carnaval não é mimimi
Carnaval batendo na porta e a galera toda já fica preocupada com o que vai usar, né?! Justo. Mas como acontece todos os anos, sempre tem aquelas mesmas fantasias problemáticas, que podem ofender e ridicularizar o outro. Você pode até pensar que é mimimi, mas o Purebreak tá aqui pra te mostrar que não. Vamos entender?!

Para muitos brasileiros o Carnaval, sem dúvidas, é uma das épocas mais esperadas do ano. Não é à toa que a folia se estende em blocos para o mês inteiro, né?! Mas se você parou para prestar atenção, todo ano rola o mesmo debate a respeito de fantasias desrespeitosas, que ofendem ou ridicularizam determinada pessoa, cultura ou religião. Logo, se fere alguém ou invade seu espaço, não, não é mimimi.

"Mas sempre teve isso e ninguém nunca falou nada"

Sim, você está certo(a). Não é de hoje que as pessoas saem às ruas fantasiadas de índio, gay, ou "nega maluca", por exemplo. Acontece que, se antes ninguém nunca falou nada, é porque somente agora as pessoas estão se sentindo mais confortáveis para falar do que realmente as incomoda.

Em nenhum outro momento da história vimos a comunidade LGBT, mulheres, negros ou indígenas ocupando espaços na sociedade até então reservados para homens cis brancos. Embora essa seja uma realidade em constante mudança, e de luta, o pouco progresso que tivemos no Brasil é mega importante.

Não estamos falando de meros personagens de um filme. Tratam-se de pessoas que lutam diariamente contra a xenofobia, o racismo, a homofobia, misoginia ou qualquer outro tipo de preconceito destilado na sociedade em que a gente vive.

Resultado de imagem para dear white people

Entende agora porquê é super insensível da nossa parte se vestir dessa forma, quando, na verdade, não sabemos nem a metade do que essas pessoas passam todos os dias?!

Colocar-se no lugar do outro, ainda mais depois de tanta naturalização a respeito dessas fantasias, é difícil. Ninguém nasce desconstruído. Mas é sempre bom estar aberto(a) para ser empático(a) com realidades que a gente não conhece, né?! Com tanta opção de fantasia bacana, glitters e tudo mais, que tal realmente pensar no assunto e parar de dizer que o incômodo do outro é mimimi?!

Resultado de imagem para byeee

Bom carnaval! :)

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema