Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Enem 2020: prazo para envio de foto termina nesta quinta (1)! Confira as regras
Enem 2020: prazo para envio de foto termina nesta quinta (1)! Confira as regras
Os inscritos no Enem 2020 terão até às 23h59 desta quinta (1) para atualizar a foto na Página do Participante. O cadastramento da imagem é obrigatório e deve obedecer às regras disponibilizadas no site do Inep, caso contrário será desconsiderada. Com as mudanças, as provas serão realizadas em janeiro e fevereiro de 2021, nas versões impressa e digital.

Se você realizou a inscrição para as provas do Enem 2020, certifique-se de que a sua foto na Página do Participante está atualizada. Todos os candidatos deverão colocar ou alterar a foto até às 23h59 desta quinta (1). O cadastramento é obrigatório e deve obedecer algumas regras como: mostrar todo o rosto do participante, estar nítida, ser individual, colorida e ter fundo branco. As imagens também precisam estar no formato JPEG ou PNG e ter no máximo 2MB de tamanho.

Confira as regras do Inep

De acordo com o Inep, não serão aceitas fotos em que o candidato esteja usando óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorro ou qualquer outro item similar. Arquivos em PDF também serão rejeitados. Portanto, fique atento a todas essas orientações. O prazo para o envio já está acabando!

Run GIFs - Get the best GIF on GIPHY

Provas do Enem 2020 são adiadas para 2021

Depois de uma série de negociações e do resultado da enquete realizada no site, o Ministério da Educação decidiu por adiar as provas do Enem 2020 para 2021. Sendo assim, os exames impressos serão aplicados nos dias 17 e 24 de janeiro enquanto a versão digital da prova acontecerá nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

A reaplicação das provas (para pessoas prejudicadas por eventuais problemas de estrutura) está marcada para 24 e 25 de fevereiro. Já o resultado está previsto para 29 de março.

Na época, o MEC informou que o período escolhido não prejudicará a ingressão dos aprovados nas universidades no primeiro semestre. "Entendemos que essa decisão não seja perfeita e maravilhosa para todos. Mas buscamos uma decisão técnica, que melhor se adequava para todos", declarou Antonio Paulo Vogel, secretário executivo do MEC, durante a coletiva.

Continue ligado(a) no Purebreak para mais novidades.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema