Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Se você está na fase de procurar o emprego, essa lista é perfeita para você. Sabemos que é um momento que envolve muita ansiedade e pressão por causa de tantas perguntas, não é mesmo? Então elaboramos algumas dicas para te ajudar nesse momento tão importante da vida. Vale estudar a empresa, treinar possíveis perguntas e sim, ser você mesmo. Vamos lá?

Depois de decidir qual carreira seguir, chega aquele momento de buscar começar sua vida profissional efetivamente, com um estágio, por exemplo. Currículo feito, vaga perfeita, aí o recrutador te chama para uma entrevista. Muito bem, como se preparar para o grande dia?

Mesmo sem experiências profissionais concretas, não fique nervoso, pois o recrutador sabe dessa informação. Se você fez um intercâmbio, por exemplo, já ajuda muito, sabia? Sabemos que é um momento que envolve muita ansiedade e pressão - que você consegue controlar com bastante força de vontade -, então vamos com calma, essa lista vai te ajudar - e muito!

Organização e descanso no dia anterior

Isso mesmo, a entrevista começa um dia antes. Como? Escolhendo sua roupa, deixando todos os acessórios separados (vale até levar o currículo impresso), dormindo cedo e tendo uma noite bem relaxada de sono. Inclusive, evite comer alimentos muito pesados para não ter risco de passar mal no dia seguinte.

Para não perder a hora, simule o tempo que dá até o local da entrevista e calcule acrescentando aproximadamente 30 minutos. A gente nunca sabe quais serão os imprevistos do dia, né? Então deixe tudo organizado, descanse e saia com antecedência.

Se prepare para estas perguntas

Normalmente, os recrutadores pedem para você falar um pouco sobre si mesmo. Aí pensa se dá um branco na hora? Você pode e deve se preparar antes para algumas possíveis perguntas tipo essa e "O que você gosta de fazer?", "Quais seus defeitos e qualidades?", "Onde você se vê daqui 10 anos?", "Qual sua meta profissional?" e "Por que se candidatou para a vaga?", por exemplo.

Essas são só algumas, mas o ideal é que você se prepare muito bem. Vale até simular com os seus pais ou amigos o dia da entrevista. Ou, se preferir, grave um vídeo para ver como ficou. Lembre-se de que o recrutador já viu seu currículo e gostou, então a ideia é te conhecer melhor.

Valorize suas experiências

Talvez esse seja o grande obstáculo quando estamos procurando nosso primeiro emprego, não é mesmo? "Ah, mas eu não tenho nenhuma experiência. E agora?". Não se preocupe, pois o recrutador vai saber dessa informação e espera que você, de fato, não tenha um currículo recheado.

Neste caso, o que você pode fazer é resgatar experiências. Aqui vai uma lista para ajudar: projetos na escola e faculdade, cursos que já fez (idiomas, por exemplo), trabalhos voluntários e de férias, intercâmbio, monografias, participações em congressos, conhecimento de ferramentas (tipo pacote Office) e muitas outras coisas. Vale até contar quando você ajudou seu pai em algum trabalho, porque não?

Pesquise sobre a empresa

Se você se candidatou para uma vaga em determinada empresa, estude muito sobre a cultura e história dela - o que ela faz, o que produz, qual o tamanho, se é nacional ou não, quem são os concorrentes, etc. Mostrar que você já tem um certo conhecimento da instituição conta muitos pontos positivos, principalmente se você combinar com o perfil deles.

Uma dica bônus é dar uma olhada no que os funcionários falam no LinkedIn e até mesmo conhecer um pouco mais sobre a recrutadora ou recrutador. A rede social profissional neste caso é uma boa aliada.

Qual roupa usar na entrevista?

Bom, isso depende de cada empresa, mas o ideal é pensar em qual roupa você usaria caso trabalhasse na empresa, ok? "Putz, mas não sei o dresscode!". Tudo bem, dá uma pesquisada, converse com pessoas que trabalham lá ou, se possível, passe perto da empresa para observar.

Caso não dê pra fazer tudo isso, opte por roupas mais formais. Se você perceber que não está adequado, tire o blazer ou a gravata, se for o caso. Além disso, é legal estar com as unhas bem feitas - homens e mulheres! -, e o cabelo bem arrumadinho, combinado?

Sobre seus pontos fortes e fracos

Essa costuma ser uma pergunta clássica em uma entrevista de emprego. "Quais seus defeitos e qualidades" ou "Quais seus pontos fortes e fracos". Vai treinando essa pergunta. Tente fugir um pouco do senso comum - tipo falar que "perfeccionista" é um defeito.

O legal é usar experiências que demonstrem o motivo para você ter determinada qualidade. Agora, falar de defeitos é sempre difícil, mas você pode pensar em algo no qual precisa de desenvolvimento e não uma característica "ruim", tá bem?

Não tenha medo de ser você mesmo

Essa talvez seja a dica mais valiosa: não invente histórias e mentiras só para impressionar o recrutador. Sendo você mesmo, tudo ficará mais fácil. O responsável do RH que está na sua frente quer escolher a pessoa mais adequada para a vaga, então você precisa mostrar quem é de verdade.

Além disso, a melhor forma de controlar a ansiedade da primeira entrevista é se comportando exatamente assim, com naturalidade. Isso vai ajudar e muito.

Por Luiza Vidal

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema