Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

A influencer Júlia Peixoto começou a produzir conteúdo em 2015, sem muita pretensão, e hoje já acumula milhões de seguidores. Ex-moradora da Parada de Lucas, Zona Norte do Rio de Janeiro, ela lança agora sua própria linha de maquiagens e motiva quem a acompanha com sua história de superação, além de marcar a importância de influenciadores de diferentes origens no mundo digital.

Como o nome já indica, os influenciadores digitais inspiram pessoas sobre diversos temas pelas suas redes sociais. Júlia Peixoto teve a ideia de começar a postar vídeos dançando com seus amigos nas redes sociais em 2015 e depois partiu para as dicas de beleza no Youtube. Atualmente, o número de seguidores no Instagram já chega a quase 2 milhões e, mostrando que quer sempre ir mais à frente, a carioca acaba de lançar sua própria linha de maquiagens. Trazendo a frase "da favela para o mundo", a ex-moradora da Parada de Lucas mostra sua história de superação, que encoraja os seguidores e define a relevância de termos também influenciadores diversos nas redes sociais.

A aproximação com o público mostra que o trabalho da influenciadora vale a pena e que mais pessoas podem se ver nos conteúdos. "Acho que muitas pessoas se identificam com meu jeito, com minha forma de ser", explicou. A principal missão da influenciadora é trazer a mensagem de que a busca pelos sonhos deve ser, sim, uma realidade para todos. Júlia explica como a experiência na comunidade influencia a finalidade do trabalho que constrói: "Meu maior dever é mostrar que nós somos capazes, que existe uma vida além da periferia. É mostrar que nós temos direitos, que eles têm voz!".

A ascensão dos influenciadores pode parecer uma coisa repentina e muito orgânica, mas para quem surge de origens humildes, segundo Júlia, isso pode se torna um pouco mais difícil. "Infelizmente muitas pessoas acham que quem vem da comunidade não pode crescer na vida e conquistar suas coisas", explicou a carioca. Com o apoio da mãe, que sempre trabalhou para dar o melhor para a filha, a influenciadora conseguiu amenizar as dificuldades na carreira, mas conta que já se sentiu incomodada com certas restrições, como a de não poder fazer presença VIP em outros lugares.

Linha de maquiagens surgiu depois de convite em evento no qual foi destratada

Tudo começou lá em 2018, quando Júlia foi chamada para marcar presença em uma loja de roupas. A influencer não estava bem: passava por depressão, não se sentia confortável com o corpo e estava com a autoestima baixa. Chegando lá, segundo a carioca, as atendentes da loja a destrataram e o dono da marca de cosméticos que lançou este ano viu o que estava acontecendo. Ele fez o convite para Júlia, que, depois de um ano, entrou em contato com o empresário pelo Instagram e desde então os dois partiram para os preparativos do lançamento.

A influencer participou de todas as fases, desde os testes dos produtos, escolha das embalagens e nomes nas linhas. Os valores dos itens da Face Beautiful, nome da marca lançada, também foram uma preocupação: "Desde o começo falei que queria preços acessível para que pessoas que, assim como eu, são da comunidade pudessem ter acesso a um produto de qualidade", destacou Júlia. Sendo a realização de um sonho, ela conta que a maquiagem faz parte da sua história e de outras mulheres também, ajudando na autoestima e agora, com a nova marca, gerando empregos e rentabilidade.

Júlia Peixoto afirma que sua história pode inspirar milhares de pessoas, mostrando que "todos nós temos algo a agregar na vida de alguém". Enquanto se dedica para o projeto que iniciou sua vida de empresária, ela já pensa em trabalhos para continuar essa trajetória, mas explorando outros temas. Um projeto saudável, que envolverá alimentação, treinos, psicologia e práticas de yoga, já está no radar da influenciadora. Ou seja, vem aí!

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema