Jornalista e entusiasta do pop, posso escrever o dia todo sobre Taylor Swift ou BLACKPINK, enquanto maratono minhas séries preferidas.
6 artistas que, diferente de Will Smith, são realmente podres em Hollywood
9 Fotos
Veja as fotos!
Will Smith recebeu severa punição após agressão no Oscar. Nesse caso, é impossível não lembrar de outros nomes podres de Hollywood que cometeram verdadeiros crimes - ou foram denunciados por várias pessoas. Alguns desses não sofreram grandes impactos em suas carreiras, mostrando a pré-disposição da indústria em julgar (e condenar) artistas pretos. Confira!

Depois de sua atitude na 94ª edição do Oscar, Will Smith foi banido de eventos da Academia por 10 anos. Com isso, alguns podem pensar: "como eles são rígidos na punição". Porém, nem sempre é o caso. Muitos homens que cometeram verdadeiros crimes ou sofreram grandes investigações continuam sendo mencionados em Hollywood.

Muitos apontam que a ação de Will Smith aconteceu no palco da cerimônia, enquanto os outros agiram por trás das cortinas. Mas é impossível não perceber a diferença entre ambos, já que, na lista, temos atores e produtores acusados de pedofilia e estupro, enquanto Smith teve uma reação infeliz após sua esposa ser ridicularizada ao vivo.

Nada surpreendente vindo de organizações que constantemente ignoram artistas pretos, né? Relembre 6 personalidades podres de Hollywood que, diferente de Will, tiveram atitudes criminosas (e nem todos foram punidos com a mesma intensidade).

1. Johnny Depp

Johnny Depp foi acusado de violência doméstica por Amber Heard
Johnny Depp foi acusado de violência doméstica por Amber Heard

O caso de Johnny Depp continua em alta. Um novo julgamento começou na briga judicial entre o ator e a ex-esposa, Amber Heard. A equipe de ambos se acusam de difamação após a artista ter acusado Depp de violência doméstica. A polêmica contribuiu para a saída dele do elenco de "Animais Fantásticos", mas ele continuou atuando em outras produções.

2. Michael Douglas

Michael Douglas é um grande nome para a Academia e foi acusado de assédio sexual
Michael Douglas é um grande nome para a Academia e foi acusado de assédio sexual

A jornalista Susan Braudy trabalhou com Michael Douglas na década de 80 e, em 2018, acusou o artista de assédio. De acordo com Braudy, o homem, que estrelou a série da Netflix, "O Método Kominsky", constantemente falava de assuntos sexuais, comentando sobre o corpo de suas namoradas. Em matéria, o Hollywood Reporter afirma que Michael Douglas chegou a se masturbar na presença da jornalista uma vez.

3. Woody Allen

Filha de ex-esposa de Woody Allen afirma que foi abusada pelo diretor
Filha de ex-esposa de Woody Allen afirma que foi abusada pelo diretor

O diretor renomado foi acusado de abuso pela sua enteada, Dylan Farrow. De acordo com a jovem, Woody Allen passou a mão em suas partes íntimas enquanto ela ainda era criança. Com a chegada do movimento MeToo, a polêmica foi tanta que muitos atores que já trabalharam em filmes de Allen devolveram o lucro obtido com o trabalho.

4. Roman Polansk

Roman Polansk se relacionou com uma menina de 13 anos, quando já tinha mais de 40
Roman Polansk se relacionou com uma menina de 13 anos, quando já tinha mais de 40

O produtor e diretor Polansk foi indiciado por abuso sexual de uma menina de 13 anos, em 1977, quando tinha mais de 40 anos. Na lista de crimes está estupro com uso de drogas, perversão e sodomia. Em livro, Polansk chegou a confirmar que teve relações com a jovem, porém negou o estupro. O diretor foi banido do comitê da Academia em 2018, após o caso voltar à tona.

5. Harvey Weinstein

Harvey Weinstein abusou de dezenas de mulheres - de atrizes à produtoras
Harvey Weinstein abusou de dezenas de mulheres - de atrizes à produtoras

O grande estopim do movimento MeToo, em 2017, foram as várias acusações contra o produtor. Atualmente, a lista de vítimas conhecidas inclui nomes importantes na indústria como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Cara Delevingne. Harvey também foi retirado da Academia e foi preso, recebendo uma pena de 25 anos. Porém, os filmes produzidos pela sua empresa - como "Django" e "O Lado Bom da Vida" - continuam fazendo sucesso.

6. Casey Affleck

Casey Affleck ganhou Oscar mesmo tendo sido denunciado de assédio
Casey Affleck ganhou Oscar mesmo tendo sido denunciado de assédio

Quando Casey Affleck ganhou o Oscar de Melhor Ator pelo o seu papel em "Manchester À Beira-Mar", ela havia sido acusado de assédio sexual durante as filmagens do filme "I'm Here". Na ocasião, Brie Larson apresentou a categoria e se recusou a aplaudir o ator. Mais tarde, em entrevista à Vanity Fair, a atriz - que já interpretou uma vítima de violência e abuso - afirmou que foi intencional.

Principais
notícias
sobre
o mesmo tema