Segue a gente no Insta

@purebreakbrasil

Ludmilla está sendo processada por "Verdinha": por que isso só acontece quando o artista é negro?
Ludmilla está sendo processada por "Verdinha": por que isso só acontece quando o artista é negro?
Se você não enxerga o racismo, talvez também esteja fazendo parte desse problema... Já perceberam que letras de músicas sertanejas e até outros estilos musicais falam sobre álcool e outras drogas e todo mundo canta e acha cool? Quer dizer, isso quando o artista é branco... Porque quando ele é negro, acaba saindo como criminoso e, como aconteceu com Ludmilla após o lançamento de "Verdinha", é denunciado por isso. Ué, mas e a Anitta com "Onda Diferente", ou a cantora Illy, com o clipe "Djanira"? E os outros vários artistas brancos que cantam sobre drogas e álcool?

Estamos cansados - principalmente quem é vítima dessa situação - de saber que o racismo ainda está muito presente na vida das pessoas, mesmo que algumas digam que isso é tudo vitimismo (parece até piada). Mas se engana quem pensa que o preconceito é visto só quando ofensas diretas são ditas, mas pequenas atitudes também nos fazem parar para pensar sobre o assunto. Por exemplo, Ludmilla está sendo processada por um deputado após lançar "Verdinha", no qual "faz clara apologia à prática de condutas criminosas, como o plantio, a venda e o consumo de drogas". Ué, mas "Onda Diferente" fala sobre o que, gente? A hipocrisia, meninos e meninas, é impressionante...

Vamos começar esse debate com uma voltinha pela História do mundo: para quem não sabe, a maconha é proibida em vários países justamente por conta do racismo. Sim, é isso mesmo. Foram os negros que descobriram a Cannabis, na época da Escravidão, e a erva era usada como medicamentos, para confecção de roupas e até instrumentos musicais e, atualmente, ainda ajuda pessoas com epilepsia, câncer e outras doenças graves. São vários os documentários que explicam um pouco mais sobre isso ("Baseado em Fatos Raciais, da Netflix, por exemplo). Pois é, difícil enxergar o que de tão grave a maconha faz na vida de uma pessoa, quando temos álcool e cigarros liberados para qualquer um - muita gente não se liga nesse assunto, mas o cigarro e o álcool viciam mais do que a maconha e são até mais nocivos, de acordo com pesquisas.

Agora, retornando à situação da música "Verdinha": inúmeros cantores falam sobre a maconha em suas letras, sejam eles nacionais ou internacionais. A questão aqui nem é essa, mas por que a denúncia só é feita quando a pessoa que está entoando a letra é negra? Afinal, vamos lembrar aqui que "Onda Diferente", música de Anitta com a própria Ludmilla e Snoop Dogg, não apenas fala sobre a erva, como mostra dois pés GIGANTESCOS da planta. Se é para funcionar assim a legislação, a Anitta também não teria que ser denunciada por apologia?

Lembrando aqui que não queremos que NINGUÉM seja punido por suas letras e é ISSO que entra em questão nessa matéria. Por que quando o branco canta sobre drogas e álcool é cool, mas quando um negro faz o mesmo, acaba sendo taxado como bandido e recebe denúncias? Voltamos a dizer aqui, o racismo não é só baseado em ofensas diretas, ele está escondido em várias outras atitudes (e isso "explica" a quantidade de negros inocentes que morrem nas favelas diariamente)... Todas as pessoas tinham que ter o direito de se expressar artisticamente.

Ludmilla
Nova ação do Instagram permitirá que fãs participem de clipes da Ludmilla, Melim ou Larissa Manoela
Ludmilla descobre que clipe de "Verdinha" está impróprio para menores de 18 anos e se revolta
Ludmilla preparou um casamento surpresa para Brunna Gonçalves e o pedido foi fofo demais!
Por que é maneiro quando um branco canta sobre drogas, mas é crime quando um negro faz isso?
ver todas as notícias de Ludmilla Ver + matérias
Principais
notícias
sobre
o mesmo tema